19.6 C
fpolis
terça-feira, setembro 21, 2021
cinesytem

No centenário de Fellini, Paradigma Cine Arte recebe mostra de filmes do cineasta

spot_img

No centenário de Fellini, Paradigma Cine Arte recebe mostra de filmes do cineasta

A Mostra Fellini 100 anos traz cinco clássicos do diretor italiano a partir do dia 12

Para celebrar o legado do diretor e roteirista Federico Fellini, que completaria 100 anos em 2020, o Paradigma Cine Arte recebe a Mostra Fellini 100 anos, de 12 a 18 de março, nas sessões de 21h10. Serão exibidos os clássicos Os Boas-Vidas, 8 e meio, A Doce Vida, A Voz da Lua e Julieta dos Espíritos, premiados em festivais como Oscar, BAFTA, Golden Globe, Cannes, entre outros.

Com um estilo próprio, ou felliniano, – termo catalogado em dicionários para descrever coisas delirantes, surrealistas e fora dos padrões convencionais – Fellini deixou grandes obras atemporais no cinema. Para comemorar seu centenário, o Paradigma segue a onda de homenagens pelo mundo e dedica parte de sua programação ao diretor, falecido em 1993. “Os filmes de Fellini marcaram a história do cinema italiano e mundial. Por isso, ficamos muito felizes em receber a Mostra e proporcionar ao público a experiência de assistir a clássicos nas telonas”, comenta o diretor do Paradigma Cine Arte, Felipe Didoné.

Confira a programação:

Os Boas-Vidas (1954), na quinta-feira, dia 12, às 21h10

Na pequena cidade de Rimini, na Itália, um grupo de jovens desocupados passam seus dias em farras enquanto são sustentados pelos pais. Mas a boa vida acaba para um deles quando ele engravida a irmã do amigo e é obrigado a se casar às pressas.

8 e meio (1963), na sexta-feira e domingo, dias 13 e 15, às 21h10

Em crise existencial e de inspiração, o cineasta Guido está prestes a rodar seu próximo filme mas sem ideias de como fazê-lo. Pressionado por produtor, esposa, amante e amigos, ele fica atormentado e passa a misturar passado com presente e ficção com realidade.

A Doce Vida (1960), no sábado e segunda-feira, dias 14 e 16, às 21h10

Em Roma, no início dos anos 60, o jornalista Marcello escreve fofocas em tabloides sensacionalistas. Com anseios de ser um grande escritor, ele vive entre celebridades e badalações em um mundo marcado pelas aparências e vazio existencial. Tudo muda quando ele é encarregado de cobrir a visita de uma atriz hollywoodiana e se encanta por ela. Descobrindo um novo sentido para a vida, os dois se aventuram pela cidade.

A Voz da Lua (1990), na terça-feira, dia 17, às 21h10

Recém-saído de um manicômio, o lunático Ivo vê o mundo de forma diferente, procurando sempre o lado poético das coisas. Buscando o verdadeiro amor e em meio a supostas conspirações, ele conta com a voz da lua para guiá-lo em suas aventuras.

Julieta dos Espíritos (1965), na quarta-feira, dia 18, às 21h10

Julieta é uma dona de casa que vive confortavelmente cercada de luxos e empregados. Sempre à disposição do marido, seu mundo perfeito é abalado quando ela descobre uma infidelidade. A partir disso ela entra em uma jornada de autoconhecimento, que misturando sonhos e realidade a levam à independência.

spot_img
spot_img

Leia mais