11.8 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Organização Social na saúde será tema de seminário em Florianópolis

spot_img

Organização Social na saúde será tema de seminário em Florianópolis

spot_img

Servidores de outros estados e especialistas no tema debatem sobre o assunto e exibem suas experiências com a administração privada

O SindSaúde/SC e Sindprev/SC realizam na próxima segunda-feira (28), das 14h às 19h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), em Florianópolis (SC), seminário para discutir o impacto das Organizações Sociais na saúde. Com a nova configuração do Governo do Estado, intensificou a intenção de passar a gestão dos hospitais públicos para as mãos das OS. Os sindicatos pedem cautela e debate, pois ao contrário do que se noticia, esta forma de gestão implica vários prejuízos ao SUS – Sistema Único de Saúde. “O assunto merece ampla conversa com a participação da sociedade, trabalhadores e Governo. A decisão tem que vir com clareza, e não ser conduzida de forma unilateral. Defendemos a gestão 100% pública e implantação integral do SUS, respeitando as diretrizes propostas e filosofia de funcionamento”, reforça a presidente do SIndSaúde/SC, Edileuza Garcia Fortuna.

Estarão presentes expondo a experiência das OS’s nos hospitais públicos os dirigentes do SindSaúde/MG, Paulo Roberto Venâncio e SindSaúde/SP, Ângelo D’ Agostini – estados que apresentam casos de estouros de gastos por parte destas organizações, prejuízo no atendimento e descontrole financeiro. “Quando defendemos a saúde pública do Estado em toda a sua plenitude, muitos dizem que trata-se de uma ideologia. Se analisarmos por este ângulo as convicções de defesa existem dos dois lados. Acreditamos na gestão pública, e nunca se apostou para que este formato de administração vingasse. Pelo contrário, a realidade dos hospitais revela que foi duramente sucateada, abandonada. É preciso analisar profundamente os desdobramentos, interesses em questão e deixar o preconceito que serviço público não funciona. Mesmo com as caóticas condições de estrutura, salário e trabalho figuramos como referência em diversas frentes da saúde. Por quê não leva-se isso em consideração?”, questiona Edileuza.

Reforça o debate a doutora em serviço social da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Sara Granemann. De acordo com suas explanações nos eventos em que palestra sobre o tema, a professora alerta “este modelo de gestão denominado OS – Organização Social – defendido pelo Governo é uma privatização disfarçada da saúde pública”. Antes de qualquer tomada de decisão, o secretário de estado da saúde, Dalmo Claro de Oliveira, prometeu “diálogo” aberto com os servidores e usuários. Com o seminário espera-se caminhar para um bom debate e participação da SES, para que o serviço de saúde público de qualidade prevaleça sempre como prioridade, segundo promessa do próprio Governo eleito. A entrada para o seminário é gratuita e as vagas limitadas. Mais informações no site www.sindsaudesc.com.br

SERVIÇO
O Quê: SEMINÁRIO SOBRE ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA SAÚDE
QUANDO: 28 DE MARÇO
HORÁRIO: 14H ÀS 19H
LOCAL: TAC – TEATRO ÁLVARO CARVALHO / FPOLIS(SC)
REALIZAÇÃO SINDSAÚDE/SINDPREV-SC
ENTRADA GRATUITA
PROGRAMAÇÃO NO SITE: www.sindsaudesc.com.br

spot_img
spot_img

Leia mais