23.6 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

Orquestra Filarmônica Catarinense (OFiC) recebe inscrição de 165 músicos de 10 nacionalidades

spot_img

Orquestra Filarmônica Catarinense (OFiC) recebe inscrição de 165 músicos de 10 nacionalidades

spot_imgspot_img

Número elevado de interessados levou a nova orquestra a incluir no processo seletivo audições de forma semipresencial para músicos de fora do Brasil


O processo de pré-seleção para a formação do corpo musical da nova orquestra do Estado, a Orquestra Filarmônica Catarinense (OFiC), recebeu um número expressivo de candidaturas de várias partes do mundo. São 165 músicos de 10 nacionalidades e que residem em 7 países da América e da Europa. Eles concorrem a 17 vagas de instrumentistas de cordas, que serão contratados de forma fixa, e a 10 vagas para músicos suplentes. No total, há 152 inscrições do Brasil, 3 do Uruguai, 3 da Venezuela, 1 da Alemanha, 1 dos Estados Unidos, 1 da Argentina, 1 da Áustria, 1 da Bolívia, 1 da Colômbia e 1 de Luxemburgo.


São 124 homens e 41 mulheres, dos quais 56 violinistas, 47 violoncelistas, 41 violonistas e 21 contrabaixistas. “Atingimos uma meta internacional e também tivemos inscrições de músicos brasileiros de alta performance, que foram buscar formação de qualidade e prestígio fora do País. Estamos muito felizes que todos perceberam o tamanho potencial no projeto da OFiC a ponto de motivá-los a retornar ao Brasil. Um dos nossos principais objetivos era a internacionalização do projeto, defendida como um dos principais diferenciais junto aos investidores da orquestra. E nesse sentido também obtivemos um grande êxito”, destaca o fundador e Diretor Artístico Pablo Rossi, pianista catarinense com carreira consolidada fora do Brasil.


Os músicos pré-selecionados que moram fora do Brasil farão audições semipresenciais entre os dias 10 e 20 de fevereiro. Os selecionados nesta etapa concorrerão com os demais, por intermédio de gravação, nas audições presenciais, a serem realizadas nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, diante da comissão julgadora. O cronograma prevê o início das atividades da OFiC em meados de abril, com ampla programação de cunho social e apresentações gratuitas pelo Estado.


Cada músico contratado receberá remuneração mensal de R$ 10 mil e deverá residir na Grande Florianópolis. O júri da fase de pré-seleção é formado por Pablo Rossi, por Luiz Ekke Moukarzel, violonista e gestor cultural, e pelo Coordenador Musical convidado, Roberto Ring, violoncelista e produtor musical, fundador da Stravinsky Produções, que organiza concertos de música clássica no Brasil. Ring atua como camerista ao lado de alguns dos melhores músicos do país e do exterior.


Conheça mais sobre a Orquestra Filarmônica Catarinense (OFiC) em:

Site:www.oficmusic.com

Instagram: @oficmusic 
……………………………………..

Crédito foto: Rudi Bodanese
Legenda foto: Pianista internacional, Pablo Rossi é fundador da orquestra e integra o júri do processo seletivo

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais