16.9 C
fpolis
sábado, julho 2, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Ostras catarinenses passam a ter certificado de qualidade

Ostras catarinenses passam a ter certificado de qualidade

spot_imgspot_img

Secretário Gallina e técnicos da Epagri inspecionam produção local para emissão de certificação

O secretário de Desenvolvimento Regional, Valter Gallina, acompanhado de técnicos da Epagri, Sebrae e SDR, esteve visitando produtores de ostras do Ribeirão da Ilha, na capital. O objetivo foi conhecer o modo de produção e verificar se estão sendo atendidos critérios para a concessão do selo do Programa de Certificação de Qualidade das Ostras da Grande Floriganópolis. Esse programa é inédito no Brasil e segue recomendações da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
Supervisão
Acompanhado dos engenheiros agrônomos da Epagri, Paulo de Tarso Rodrigues e Alex Alves dos Santos, o secretário visitou a Fazenda Marinha Atlântico Sul, maior produtor de ostras do Estado, a Fazenda Marinha Ostravagante, que produz 15 mil dúzias por mês, distribuídas para São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, a Cooperilha, cooperativa de maricultores que conta com 20 cooperados, e o pequeno produtor Paulo Heidenreich, de 60 anos, com um produção de 30 mil dúzias de ostras por ano. Ele, inclusive, participará em novembro de uma viagem de estudos ao Chile, junto com outros 14 produtores, que faz parte do projeto do Arranjo Produtivo Local (APL) das Ostras da Grande Florianópolis.
Adesão
Trinta e quatro produtores já aderiram ao programa de certificação em busca do selo de qualidade. Eles precisarão cumprir 51 itens do caderno de normas, dentro do que foi elaborado pelo APL da Grande Florianópolis, em parceria com a SDR e várias entidades. O objetivo desse programa é garantir condições de sanidade ao molusco cultivado na região a partir da adoção de boas práticas de manipulação no processo produtivo.
Qualidade
Segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Valter José Gallina, o maior controle no cultivo será responsável pela melhor qualidade das ostras, influindo decisivamente no aumento da produção e das vendas, gerando mais trabalho e renda. “A iniciativa de se conceder o selo de qualidade, medida que é inédita no Brasil, fará com que os produtores da Grande Florianópolis fiquem associados a uma imagem de qualidade, recebendo a chancela de órgãos ligados a essa área em nível municipal, estadual e federal”, completa.

spot_img