Florianópolis, 16 de julho de 2024

Prefeitura estuda construção de túnel entre a Ilha e o Continente em Florianópolis

spot_img

Sicoob SC/RS ultrapassa 1,5 milhão de cooperados

O Sicoob SC/RS alcançou em junho 1,5 milhão de...

Vai ter Feira do Rock em Palhoça no final de semana

No mês do rock n’ roll o shopping ViaCatarina...

Com mais de 250 empreendimentos, o Square SC apresenta opção inovadora para as férias da criançada

Empresa Wow Park oferece experiência multissensorial num ambiente inspirador Procurando...

Compartilhe

Dário Berger solicitou estudo de viabilidade de nova ligação e sugeriu passagem submarina.
O prefeito de Florianópolis, Dário Berger (PMDB), disse em entrevista publicada no jornal Hora de Santa Catarina desta segunda-feira que solicitou um estudo técnico sobre a viabilidade da construção de um túnel entre a Ilha e o Continente.

A alternativa faz parte dos projetos em fase de análise pela prefeitura para beneficiar o sistema de transporte público da Capital. Segundo o prefeito, a nova ligação, denominada eixo-norte, ligaria a Beira-Mar Norte, na Ilha, à Beira-Mar Continental e funcionaria como uma nova alternativa de acesso rápido à BR-101. A passagem submarina teria aproximadamente um quilômetro de extensão.

Berger comentou o projeto dias antes da Câmara começar a debater o pedido da prefeitura para a abertura de licitação para o serviço de transporte público da cidade.

— Os opositores acham que a licitação é a solução de todos os problemas, mas ela é um passo do processo. (…) O que vai resolver são mudanças estruturas como as que estamos fazendo e também novas obras. (…) Não tenho nenhuma dúvida de que o futuro passa por mais uma travessia na ponte. Como passa pelo metrô de superfície, cuja a ponte Hercílio Luz já tem as duas cabeceiras reformadas. Isso é uma coisa que demora, porque custa muito dinheiro, variáveis ambientais e inclusive de consciência, que é o maior problema para se implantar as coisas. Por onde nós vamos passar com o metrô de superfície? “Ah! Podemos passar em qualquer lugar desde que não seja próximo da minha casa”. Essa é a consciência que nós temos hoje — acredita.

Na tentativa de amenizar o caos no trânsito da Capital nos chamados horários de pico, a prefeitura passou a adotar corredores exclusivos para ônibus em algumas regiões da cidade e tenta agilizar obras que possam beneficiar o tráfego, como o elevado do Rita Maria, na área central da cidade. A obra deve iniciar em até 10 dias.