18.4 C
fpolis
segunda-feira, dezembro 6, 2021
cinesytem

Prefeitura da início ao processo de humanização da Av. Paulo Fontes e Mercado Público

spot_imgspot_img

Prefeitura da início ao processo de humanização da Av. Paulo Fontes e Mercado Público

spot_img

Avenida foi fechada no dia 15 de outubro e trouxe segurança para os 230 mil pedestres que circulam diariamente pelo local

A Prefeitura Municipal de Florianópolis realizou na manhã desta sexta-feira, 24, a Cerimônia de Premiação do Concurso Nacional de Arquitetura e Urbanismo para revitalização do Boulevard do Mercado Público. Os vencedores foram Hector Vigliecca (1º Lugar), Henrique Hugo Brena Nadotti (2º Lugar e Leonardo Arnold Mader (3º Lugar).

Uma das preocupações em relação aos projetos apresentados era dar prioridade aos pedestres, contemplar outras modalidades de acessibilidade pública, atender toda estrutura de transporte e dar um tratamento condizente às novas necessidades de uma cidade sustentável. O objetivo é organizar o espaço do Centro de compras popular no Largo do Mercado Público dando assim mais conforto aos comerciantes e principalmente à população, além de valorizar o patrimônio histórico existente.

Ronald Werner representante e associado do vencedor do concurso, Hector Vigliecca, realizou a apresentação do projeto que contará com diversas ações como desdobramento do solo urbano, solo inferior com comércio e estacionamento, parede de pedra evidenciando a fachada histórica.

“Este espaço é muito importante para nossa cidade” disse o prefeito Dário Berger destacando ser esta uma obra que representa grandes conflitos: “se não fizermos também será um grande conflito. Os pedestres estavam disputando o espaço com os carros – esta situação chegou no limite extremo – nós precisávamos tomar providências”.

Na mesma ocasião o prefeito assinou o contrato de trabalho com a Empresa Vigliecca e Associados para a execução e desenvolvimento do Projeto Arquitetônico do Largo do Mercado Público previsto para começar em janeiro de 2011. A licitação para a obra tem um custo estimado de R$ 25 milhões, que segundo diz o prefeito pretende viabilizar recursos privados.

Paulo Fontes em vias de humanização

No dia 15 de outubro de 2009 o vice-prefeito João Batista Nunes, na época prefeito em exercício, deu início ao processo de humanização da Avenida Paulo Fontes e entorno do Mercado Público. Na ocasião João Batista fechou a avenida, transformado-a em calçadão, priorizando assim os pedestres e transporte coletivo, além de resgatar o patrimônio histórico e cultural da cidade. A medida trouxe mais segurança para os 230 mil pedestres que circulam diariamente pelo local.

O prefeito Dário Berger ressaltou e agradeceu ao vice-prefeito: “João Batista foi o grande entusiasta deste projeto de humanização da Avenida Paulo Fontes. Ele enfrentou grandes conflitos, mas é do conflito que nasce a luz”.

spot_img
spot_img