15.4 C
fpolis
quarta-feira, outubro 20, 2021
cinesytem

Primeiro Encontro Catarinense Sobre Segurança Viária ocorre nesta quarta-feira na Capital

spot_img

Primeiro Encontro Catarinense Sobre Segurança Viária ocorre nesta quarta-feira na Capital

spot_img

 Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) promoverá nesta quarta-feira, 27, no plenarinho da Assembleia Legislativa (Alesc), em Florianópolis, o I Encontro Catarinense Sobre Segurança Viária. O evento começa às 14h e é aberto ao público.

O encontro terá como tema dos debates e das palestras “A relação entre direção e trânsito”. Em Florianópolis, a associação entre bebida e direção foi o principal fator de risco relacionado aos casos de mortes em 2013.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as estratégias mais produtivas para redução de acidentes que envolvem álcool e direção estão relacionadas com educação e fiscalização. 

ador do Programa de Redução de Acidentes (PARE) do Ministério dos Transportes, Fernando Pedrosa; o coordenador Geral da Operação Lei Seca – Rio de Janeiro, Marco Antônio Andrade; a coordenadora geral de Qualificação do Fator Humano no Trânsito do Denatran, Maria Cristina Alcântara Hoffmann, e Graziela Maria Casas Blanco do Detran-SC.

Maio Amarelo

O I Encontro Catarinense Sobre Segurança Viária integra a programação do Maio Amarelo. Em 2014, Santa Catarina criou uma lei que institui no âmbito do Estado o mês de maio dedicado às ações de prevenção e conscientização no trânsito e atenção à vida.

Os acidentes de trânsito já representam um custo global de US$ 518 bilhões/ano e, se medidas de proteção não forem adotadas, estima-se que haverá 1,9 milhão de mortes no trânsito em 2020 e 2,4 milhões em 2030, tornando-se a 7ª maior causa de óbito no mundo, matando mais do que doenças como diabetes e hipertensão.

O Brasil integra a lista dos 10 países com mais óbitos por acidentes de trânsito no mundo. De 2001 a 2012, o número de mortes em decorrência de acidentes de trânsito no país aumentou quase 50%, somando 453.779 vítimas com custo estimado de R$ 44,6 bilhões.

spot_img
spot_img