20.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Programa de Residência em Medicina de Família abre novas vagas em Florianópolis

spot_img

Programa de Residência em Medicina de Família abre novas vagas em Florianópolis

spot_img

As inscrições para participação no Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade de Florianópolis foram reabertas até domingo, 15, para o preenchimento de mais três vagas.As informações são da Secretaria de Comunicação do Executivo Municipal. 

Durante o período de formação, que dura dois anos, os médicos residentes são inseridos na rede de atenção primária à saúde do município. Para inscrever-se, o interessado deve acessar este link, onde está a ficha e o edital. 

Durante o primeiro ano de residência (R1) o médico é inserido, na maior parte do tempo, junto a uma equipe da estratégia de Saúde da Família, e recebe supervisão em tempo integral, dividindo os atendimentos à população de sua área com um profissional.

No segundo ano (R2), o médico mantém sua agenda nos centros de saúde, participa das atividades da equipe e realiza a maior parte dos estágios em outros níveis de atenção e serviços de referência. Também estão previstos nesse período os estágios optativos, de acordo com o perfil e a programação de cada residente.

Como forma de estímulo aos participantes e em concordância com as normativas vigentes do Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde faz o pagamento de uma bolsa complementar no mesmo valor da bolsa de residência. Além disso, conforme nova resolução da Comissão Nacional de Residência Médica, os residentes que iniciarem suas atividades no ano de 2015 terão como bônus uma pontuação de 10% para ser utilizada no processo seletivo de outras residências médicas, semelhante ao que já ocorre com o PROVAB.

Atuação

As atividades feitas nos centros de saúde priorizam a clínica ampliada, com foco nas consultas ambulatoriais, visitas domiciliares, procedimentos cirúrgicos, atividades coletivas e treinamento em práticas integrativas (fitoterapia, acupuntura e auriculoterapia), em que são trabalhados aspectos de gestão da clínica, habilidades de comunicação, excelência clínica baseada em evidências, incorporando cuidados de prevenção e promoção da saúde.

Na rede de média complexidade do município, os residentes acompanham os serviços de urgência e emergência, saúde mental, gestão e planejamento da rede SUS, vigilância epidemiológica, bem como o trabalho realizado pelas demais especialidades médicas, tais como a infectologia, cardiologia, dermatologia e cirurgia ambulatorial, dentre outras. O programa oferece aulas teóricas semanais. Saiba mais no blog do Programa. 

spot_img
spot_img

Leia mais