30.1 C
fpolis
segunda-feira, janeiro 24, 2022
cinesytem

Programa da Junior Achievement incentiva o empreendedorismo em jovens catarinenses

Programa da Junior Achievement incentiva o empreendedorismo em jovens catarinenses

spot_img

Criar uma empresa, desenvolver produtos e as estratégias de comercialização. Esses são os principais objetivos do Programa Miniempresa, desenvolvido pela Junior Achievement junto a estudantes do ensino fundamental de escolas públicas e privadas. Neste ano, estão participando do programa na Grande Florianópolis 15 grupos que já formaram suas empresas e se encontram em fase de desenvolvimento do negócio. “Estimular o empreendedorismo ainda na escola é a garantia de uma geração mais consciente e melhor preparada para os desafios globais”, ressalta Evandro Badin, diretor executivo da Junior Achievement em Santa Catarina.

No programa, os jovens têm total liberdade para escolher com o que trabalhar, sempre com orientação de voluntários das empresas mantenedoras da entidade. No Colégio Dom Jaime Câmara, por exemplo, os estudantes formaram a Bamboo Arte S.A/E, que vai produzir objetos de decoração utilizando como matéria-prima o bambu. Já na Escola Estadual Aderbal Ramos da Silva, a opção foi pela produção de sacolas retornáveis, um item que em ganhando espaço no mercado especialmente em decorrência de uma maior consciência ecológica.

O programa – A Junior Achievement é a maior e mais antiga organização de educação prática em economia e negócios, envolvendo mais de 9 milhões de jovens por ano em 123 países. Criada em 1919, esta organização sem fins econômicos tem como missão inspirar jovens a empreender, despertando nos alunos do ensino fundamental, médio e universitário, de instituições públicas e particulares, o espírito empreendedor. Presente em Santa Catarina desde 1997, já beneficiou mais de 150 mil jovens no estado. A entidade é mantida e administrada por empresas privadas que apoiam com recursos financeiros, bem como cedendo voluntariamente executivos que possam transferir suas experiências, implantando e acompanhando os programas nas escolas. Para este ano, a meta é atender mais de 35 mil adolescentes em 46 municípios catarinenses.

spot_img
spot_img