24.4 C
fpolis
domingo, janeiro 23, 2022
cinesytem

Público recorde no Show de Alexandre Pires e Rodriguinho na Fenaostra

Público recorde no Show de Alexandre Pires e Rodriguinho na Fenaostra

spot_img

O Pagode predominou na noite de quinta-feira (22/10), na Fenaostra. Com os shows de Alexandre Pires e Rodriguinho.

A levada do pagode levou milhares de pessoas para o 6º dia de festa na Fenaostra. O primeiro a subir no palco foi o cantor Alexandre Pires. Conhecido internacionalmente, o mineiro esbanjou talento diante dos fãs. Alexandre trouxe toda tecnologia de um show internacional para seu público em Florianópolis. O estudante de Medicina Carlos N. Andrada se encantou com o show “Poxa, quase não temos oportunidades de assistir shows com essas proporções, todos da equipe do Alexandre Pires estão de parabéns. O show foi lindo.” Alexandre Pires está em turnê pelo país com o seu novo trabalho “Em Casa”. Este que já ultrapassou a marca de 100.000 cópias vendidas. “Pode Chorar”, regravação de Jorge e Mateus, foi a primeira do álbum a ser executada e alcançou os primeiros lugares em rádios de todo o Brasil. Em seguida, o público pode conhecer “Delírios de Amor”, um samba de Gilmar Batista gravado com o grupo Revelação. Assim como a primeira, a música caiu no gosto do público, levando mais uma vez o cantor a atingir ótimas colocações entre as mais pedidas nas emissoras de rádio. Atual música de trabalho, “Só Por Um Momento”, composição de seu irmão mais novo João Jr. já é um sucesso em todo Brasil.

A turnê, que já passou por várias cidades do interior e pelas principais capitais do país, já foi assistida por mais de um milhão de pessoas. Na estrada o público poderá conferir o show apresentado no DVD, com um repertório que inclui os grandes sucessos de 15 anos de carreira de Alexandre. Composto por muito samba e pagode, o repertório também passa por ritmos como zouk, funk e até mesmo a música eletrônica, mostrando a versatilidade do cantor também na dança e como instrumentista.

Alexandre Pires assina a direção artística do show e divide a direção musical com o baixista Claudio Rosa.

Já no segundo show da noite, com Rodriguinho, o cantor levou todo seu talento e carisma cantando seus principais sucessos. Não deixando de lado algumas músicas da banda “Os Travessos”, onde era o vocalista. A estudante Roberta C. Amâncio estava eufórica desde o início do show de Rodriguinho. “Amo ele, acompanho a carreira dele desde Os Travessos. Ele canta muito, além de ser um ótimo compositor”, destaca. O trabalho solo mostra um artista maduro que, além de compor e cantar, ataca de roteirista e diretor de um pequeno e interessante musical. Rodriguinho e banda estão em turnê pelo Brasil com o novo trabalho “Uma História Assim.”

Florianópolis durante quase 10 dias será o palco do fruto nobre do mar. A criação de ostras é umas das principais atividades da maricultura catarinense e terá uma agenda repleta de atrações gastronômicas, folclóricas, culturais, além de seminários que serão ministrados pela Epagri.

Esse ano a simpática mascote da Fenaostra, a Ostrilha está totalmente repaginada, obra do artista plástico Luciano Martins que desenvolveu uma nova identidade visual para a festa. A festa ocorre no Centro de Convenções de Florianópolis – CentroSul, localizado na Av. Gustavo Richard, s/n – Centro.

Por Heron Diomar

spot_img
spot_img