21.6 C
fpolis
quinta-feira, outubro 28, 2021
cinesytem

Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis e Celesc assinam convênio para eficiência energética de 40 escolas municip

spot_img

Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis e Celesc assinam convênio para eficiência energética de 40 escolas municip

spot_img

A Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis e a Celesc formalizaram, na última sexta-feira (6/12), o projeto que vai tornar 40 escolas municipais da capital mais eficientes no uso de energia, e 16 delas autossuficientes em geração, com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da companhia pública de energia catarinense.

 

O PEE é um projeto da Celesc que, por meio de concorrência, subsidia projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de ações de combate ao desperdício e de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia. O projeto das escolas municipais de Florianópolis foi um dos selecionados em edital realizado em 2018.

 

O secretário adjunto de Educação de Florianópolis, Luciano Formighieri, destaca o fato de o projeto ter ficado em primeiro lugar. “É um estímulo aos gestores públicos criarem ferramentas que busquem a preservação dos recursos naturais, compromisso com as boas práticas e, principalmente, pensar melhor e agir de forma mais concreta, qualificando a sociedade para as futuras gerações. Nossa gestão é marcada pela inovação e a sustentabilidade é premissa fundamental na contemporaneidade”, assinala.

 

As escolas contempladas estão distribuídas em várias regiões da cidade. As medidas de eficiência energética das 40 escolas municipais incluem a substituição de um total de 7.366 lâmpadas, 69 incandescentes e 7297 fluorescentes, por lâmpadas LED. Em 16 dessas escolas, também haverá a instalação de painel fotovoltaico no telhado para que cada uma delas produza 100% da energia necessária para a sua operação. Eventualmente, a produção excedente poderá atender as outras 24 unidades de ensino.

 

Todas as unidades estarão interligadas a um sistema de gestão energética, com uso da ferramenta web ARC. A Petinelli – empresa de engenharia e consultoria em sustentabilidade com escritórios em Balneário Camboriú (SC), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) – prestou a consultoria para a elaboração do projeto e, segundo o CEO da empresa, Guido Petinelli, o conjunto de soluções vai gerar uma economia anual de aproximadamente R$ 800 mil aos cofres públicos.

 

“O projeto que estamos implantando na nossa rede está de acordo com a concepção da gestão municipal atual de avançarmos na busca de uma cidade cada vez mais sustentável. Por isso, a Secretaria Municipal de Educação investirá cada vez mais nos conceitos sustentáveis de eficiência energética”, assegura o secretário Municipal de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira. A previsão é de que os trabalhos se iniciem em março de 2020 e estejam concluídos em 12 meses.

 

Florianópolis tem ainda a primeira creche pública do país com certificação LEED Zero Energy. Inaugurada em 2015, a Creche Hassis gera ela própria a energia toda a energia que consome, por meio de placas fotovoltaicas instaladas no telhado da edificação.

spot_img
spot_img