25.2 C
fpolis
terça-feira, outubro 26, 2021
cinesytem

Servidores estaduais da saúde declaram estado de greve e farão paralisação de 1 hora até o dia 20

spot_img

Servidores estaduais da saúde declaram estado de greve e farão paralisação de 1 hora até o dia 20

spot_img

Os servidores públicos estaduais da saúde deflagraram estado de greve em assembleia realizada nesta quarta-feira, 12, na Praça Tancredo Neves, Centro de Florianópolis, com a presença de cerca de mil servidores. As informações são da assessoria de comunicação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Além de aprovar o estado de greve, os trabalhadores decidiram fazer uma paralisação diária de uma hora nas unidades de saúde até a próxima assembleia, agendada para o dia 20, quando voltarão a se reunir para decidir sobre a possível realização de uma greve, caso o Governo do Estado não aceite a pauta de reivindicações da categoria, que tem como ponto principal a recomposição salarial.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde Público Estadual e Privado de Florianópolis (Sindsaúde/SC), os servidores reivindicam aumento de salário para compensar as perdas com o corte da chamada hora-plantão (hora-extra), anunciado como medida de economia. Eles querem que o governo compense as perdas com uma gratificação, como já concede a outras categorias de servidores.

A categoria reúne 14 mil profissionais e tem um déficit de 3 mil trabalhadores, conforme avaliação do sindicato. Recentemente, o governo autorizou a contratação de cerca de 600 servidores para atuação nas 14 unidades hospitalares do Estado e o corte da hora-plantão, que motivou a mobilização emergencial.

Foto: Alberto Neves / www.alesc.sc.gov.br

spot_img
spot_img