20.9 C
fpolis
sexta-feira, novembro 26, 2021
cinesytem

Sesc e Prefeitura Municipal inauguram Museu de Florianópolis, um espaço para pensar a história e discutir o futuro da cidade

spot_img

Sesc e Prefeitura Municipal inauguram Museu de Florianópolis, um espaço para pensar a história e discutir o futuro da cidade

spot_img

A abertura acontece no dia 23 de novembro para convidados e imprensa. Na mesma semana inicia o 1º Ciclo de Debates do Museu, de forma híbrida, com inscrições abertas.

Foto: Vanessa Soares.

O Sesc Santa Catarina e a Prefeitura Municipal inauguram no dia 23 de novembro (terça-feira) o Museu de Florianópolis, localizado no prédio histórico que sediou a antiga Casa de Câmara e Cadeia, na Praça XV de Novembro, 214. A cerimônia de abertura acontece às 9h, para convidados, autoridades e imprensa. Para respeitar os protocolos de segurança, serão realizados outros dois momentos no período da tarde, direcionados a parceiros que foram muito importantes e que contribuíram com a execução do projeto.

A partir do dia seguinte, 24 de novembro (quarta-feira) até o dia 03 de dezembro, o público poderá conhecer o espaço gratuitamente através de visitas mediadas, mediante agendamento prévio no site do Museu.

No dia 24 também abre ao público o Café do Museu, anexo ao prédio. Um ambiente diferenciado, com um cardápio que remete à cultura local.

Foto: Vanessa Soares.

O Museu de Florianópolis foi idealizado para atuar como um grande portal de acesso ao município, onde é possível conhecer a cidade, de forma interativa, e compreendê-la em sua contemporaneidade. Ele nasce com o objetivo de promover a reflexão contínua sobre o território, as dinâmicas de construção, ocupação e transformação do espaço urbano, em suas diferentes dimensões: arqueológica, geográfica e cultural. Tem como prioridade o interesse público e ações de democratização do acesso e do conhecimento sobre a própria cidade, a história de seus povos e as diferentes expressões culturais.

O horário de visitação do Museu de Florianópolis, do Café, e mais informações podem ser consultadas no site:

https://www.sesc-sc.com.br/museudeflorianopolis/

1º CICLO DE DEBATES DO MUSEU DE FLORIANÓPOLIS

Para programação especial de abertura, o Sesc promove o 1º Ciclo de Debates do Museu de Florianópolis, que está com inscrições gratuitas abertas. O evento ocorre nos dias 26, 29 e 30.11, e 01, 02 e 03.12, das 18h30 às 20h30, em formato híbrido. De maneira presencial na Sala do Educativo do Museu e transmitida ao vivo pelo canal do Sesc em Santa Catarina no YouTube.

O evento contará com a participação de professores, pesquisadores, personagens da cidade, agentes culturais e gestores, que vão compor seis mesas temáticas. Terá acessibilidade em Libras e ficará disponível na referida plataforma logo após o evento. Para a participação presencial, serão disponibilizadas 14 vagas para cada mesa temática, mediante inscrição prévia no evento através do formulário: https://forms.gle/JkJfEd5QoiE6iG4H7. A divulgação dos selecionados será realizada no dia 22/11/2021.

GESTÃO DO SESC-SC

O Sesc Santa Catarina fará a gestão do bem público por 20 anos, conforme participação no processo de licitação da Prefeitura Municipal. O processo de instalação do Museu iniciou no ano 2019, após a entrega do restauro da obra e da documentação legal do imóvel e em razão da pandemia somente agora foi possível a abertura. Para a implantação, foi formada uma Comissão Consultiva composta pela equipe do Sesc e por órgãos do município.

O Sesc-SC investiu R$ 3.173.793,45 para aquisição dos equipamentos, contratação de fornecedores e desenvolvimento do projeto museológico e museográfico.

Atualmente o Sesc faz a gestão de outro prédio importante para a história de Santa Catarina: o Centro Cultural Vidal Ramos Sesc, em Lages. Além de desenvolver programações artísticas e culturais em todas as regiões do Estado. Desta forma, atua diretamente na preservação do Patrimônio Histórico e Cultural, na difusão do conhecimento e preservação de memória.

MUSEU COM CONCEITO INOVADOR

Baseado em um conceito inovador que vai além dos modelos tradicionais, o Museu de Florianópolis traz características dos museus históricos, preservando a memória da Capital catarinense, ao mesmo tempo que olha para o tempo presente e abre um diálogo para o futuro.

Utilizando diferentes tecnologias e expondo acervos importantes, o espaço deve se posicionar no cenário museológico do município como um interlocutor para abordar questões emergentes, trazer diferentes vozes da população, pensar a história e discutir o amanhã.

A abertura oportuniza a reaproximação da população do prédio histórico construído entre 1771 e 1780. Motivado pela questão “Quantas cidades cabem dentro de uma mesma cidade?”, se projeta como espaço que busca auxiliar o visitante no processo tanto de entendimento quanto de transformação de sua própria realidade.

É um Museu sobre e para a cidade. Onde o município, seus povos e culturas, serão apresentados de inúmeras maneiras: por uma perspectiva histórica, refletindo seu passado, por seu presente e pelas possíveis prospecções de futuro para Florianópolis.

ESPAÇOS E EXPOSIÇÕES

O Museu de Florianópolis apresenta uma exposição de longa duração e uma exposição temporária que dinamiza a programação. A exposição de longa duração é composta por seis módulos expositivos que se propõem a representar Florianópolis em suas variadas dimensões.

No andar térreo do sobrado histórico de 865m² há três salas expositivas: “Um edifício, muitas memórias”, com as histórias do prédio, sua trajetória de uso e processo de restauração; “Vozes da cidade”, com depoimentos que buscam refletir as múltiplas vozes que compõem a cidade; e a sala para a exposição temporária, que abre com uma mostra interativa sobre o Boi de Mamão. Há ainda um espaço para as ações educativas, oficinas e palestras, e um ambiente voltado para reserva técnica.

O piso superior conta com quatro espaços que abrigam a exposição de longa duração. Há ainda a sala “Transição” com piso de vidro, que mostra o teto abaulado (do piso inferior), original da edificação e abriga elementos da arquitetura do prédio e outros utilizados no século XVIII.

Na sala “Ventos e Marés: de Meiembipe a Florianópolis” há uma grande projeção que discorre sobre a intensa relação de Florianópolis com o seu território. A sala “Fluxos e Atravessamentos” apresenta dados referentes ao processo de ocupação da Ilha e a diversidade que marca sua trajetória.

“Florianópolis, Presente e Futuro” trata questões contemporâneas como: empoderamento feminino, direito à cidade, plano diretor, preservação do ambiente, especulação imobiliária, mobilidade urbana e economia criativa. O módulo “Panorama” lança luz às temáticas: cultura, personagens, revoluções, colonização, festas populares, educação, Ilha de Santa Catarina e universo náutico.

Todos os espaços foram aproveitados para reverenciar a cidade. Na entrada, é possível obter informações sobre diferentes pontos turísticos e equipamentos culturais da cidade, através de recursos multimídia.

Na escada, expressões ilhéus como: “Arrombassi”, “Dazumbanho”, “Istepô”, “Moquirido”, “Tax tolo?”, entre outros marcam a visita. Há ainda um anexo na parte posterior do prédio, onde estão alocadas o Café do Museu, sanitários, elevador e as salas da administração.

SERVIÇO:

INAUGURAÇÃO MUSEU DE FLORIANÓPOLIS

Data: 23 de novembro de 2021 (terça-feira)

Hora: 9h, cerimônia de abertura para convidados, autoridades e imprensa

      14h e 17h, momento exclusivo para parceiros que foram muito importantes e que contribuíram com a execução do projeto

Local: Praça XV de Novembro, 214 – Centro – Florianópolis

Telefone: (48) 3222.1333

WhatsApp: (48) 98871.9946

E-mail: museu@sesc-sc.com.br

Site: https://www.sesc-sc.com.br/museudeflorianopolis

Instagram: https://www.instagram.com/museudeflorianopolis/

*Para acessar os espaços, as pessoas deverão seguir as orientações, como uso de máscara, cobrindo nariz e boca, e distanciamento.

FUNCIONAMENTO MUSEU DE FLORIANÓPOLIS

Novembro de 2021

  • Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras, das 9h às 19h
  • Finais de semana, das 10h às 16h
  • Nas terças-feiras: fechado para visitação

Dezembro de 2021 a fevereiro de 2022

  • Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras, das 10h às 20h
  • Finais de semana, das 10h às 16h
  • Nas terças-feiras: fechado para visitação

A partir de março de 2022

  • Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras, das 9h às 19h
  • Finais de semana, das 10h às 16h
  • Nas terças-feiras: fechado para visitação

*Para acessar os espaços, as pessoas deverão seguir as orientações, como uso de máscara, cobrindo nariz e boca, e distanciamento.

INGRESSOS:

Valor: R$ 10,00 (inteira) e

       R$ 5,00 (meia)

Podem ser adquiridos de forma on-line no site do Museu, ou diretamente no local. (Inserir link do site do Museu)

Além dos contemplados com a gratuidade serão isentos de cobrança os estudantes de escolas públicas de Florianópolis, das esferas municipal, estadual e federal, e os estudantes das Escolas Sesc Santa Catarina. Confira política de ingressos e gratuidades. (Inserir link da política de ingressos e gratuidades)

HORÁRIO CAFÉ DO MUSEU

  • Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras, das 10h30 às 18h30
  • Sábado, domingo e feriados, das 11h30 às 15h30
  • Nas terças-feiras: fechado para o público

CRONOGRAMA 1º CICLO DE DEBATES DO MUSEU DE FLORIANÓPOLIS

Serão seis mesas temáticas, cada qual alusiva a uma sala da exposição de longa duração do Museu de Florianópolis. Os encontros serão conduzidos por professores, pesquisadores, personagens da cidade, agentes culturais e gestores.

  • 26/11 (sexta-feira)

18h30 às 20h – Mesa 1 – Um edifício, muitas memórias: A Casa de Câmara e Cadeia

Convidados: Suzane Albers e Sara Regina Poyares dos Reis

Mediação: Fabiano Teixeira dos Santos

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Um edifício, muitas memórias”

  • 29/11 (segunda-feira)

18h30 às 20h – Mesa 2 – Ventos e Marés: de Meiembipe a Desterro

Convidados: Betina Adams e Ylmar Corrêa Neto

Mediação: Rosângela Miranda Cherem

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Ventos e Marés: de Meiembipe a Florianópolis”

  • 30/11 (terça-feira)

18h30 às 20h – Mesa 3 – Panoramas: Antonieta de Barros

Convidados: Jeruse Romão e Flavia Person

Mediação: Karla Leonora Dahse

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Panoramas”

  • 01/12 (quarta-feira)

18h30 às 20h – Mesa 4 – Fluxos e Atravessamentos: a ocupação territorial de Florianópolis

Convidados: Azânia Mahin Romão, Joziléia Daniza Jagso Kaingang e Nereu do Vale Pereira

Mediação: Rodrigo Stüpp (o Guia Manezinho)

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Fluxos e Atravessamentos”

  • 02/12 (quinta-feira)

18h30 às 20h – Mesa 5 – Vozes da Cidade: Personagens da Ilha

Convidados: Vanderleia Will e João Batista Costa

Mediação: Edsoul Amaral

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Vozes da Cidade”

  • 03/12 (sexta-feira)

18h30 às 20h – Mesa 6 – Florianópolis, Presente e Futuro: Direto à Cidade

Convidados: Elson Pereira e Lirous K’yo Fonseca Ávila

Mediação: Elaine Sallas

20h às 20h30 – Visita à exposição de longa duração: Sala “Florianópolis, Presente e Futuro”

  • Sobre o Sesc-SC

O Serviço Social do Comércio (Sesc) é uma Instituição sem fins lucrativos, que integra o Sistema Fecomércio, ao lado do Senac, e se destaca como uma das entidades de caráter social mais atuantes em todo o país.

Desde 1946, o Sesc transforma para melhor a vida de milhares de catarinenses. O conjunto de iniciativas ao longo destas sete décadas e meia representa o efetivo empenho dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo em prol da missão da Instituição de: promover ações socioeducativas que contribuam para o bem-estar social e a qualidade de vida dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, de seus familiares e da comunidade, para uma sociedade justa e democrática”.

Entre as suas principais atribuições estão o planejamento e a execução de ações marcadas pela excelência nas áreas de Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência, com vasta oferta de eventos e serviços. O Sesc Santa Catarina está presente em todas as regiões do Estado, com 33 unidades operacionais, três meios de hospedagem e sete quadras do projeto Sesc Comunidade, além das redes de escolas, restaurantes, clínicas, teatros, bibliotecas, academias entre outros espaços, onde realiza suas ações.

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Contraturno escolar, Educação de Jovens e Adultos, Pré-vestibular, atividades de saúde preventiva, de incentivo à prática de atividades físicas e esporte, Odontologia, Nutrição, Cinema, Teatro, Música, Artes Visuais, Dança, Desenvolvimento Comunitário, Trabalho Social com Idosos, Trabalho com Grupos compõem o amplo leque de atividades que o Sesc oferece aos trabalhadores do comércio de bens, serviços, turismo, seus familiares e à comunidade em geral. São ações que favorecem crianças, jovens, adultos e idosos e provocam reais transformações em suas vidas.

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img