18.3 C
fpolis
terça-feira, agosto 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Últimos dias para visitar a exposição do 8º Prêmio AF de Arte Contemporânea 2021

spot_imgspot_img

Últimos dias para visitar a exposição do 8º Prêmio AF de Arte Contemporânea 2021

spot_imgspot_img

Obras de Gabi Bresola, Diego de los Campos e Fran Favero, finalista da edição 2021 da premiação, estão expostas na Fundação Cultural BADESC, na Capital

Termina no dia 11 de novembro a exposição da 8ª edição do Prêmio AF de Arte Contemporânea, o principal do circuito de artes do Estado. As obras dos três finalistas deste ano —  Fran Favero, Diego de los Campos e Gabi Bresola — estão expostas na Fundação Cultural BADESC, em Florianópolis. A mostra reflete a produção atual catarinense e está em sintonia com as urgências do mundo. A visita pode ser feita presencialmente, na sede da instituição no Centro da Capital, e também por meio do site da Fundação.  Uma novidade deste ano é que a exposição é acessível para pessoas com deficiência visual: todas as obras têm audiodescrição.

Esta é a terceira vez que a Aliança Francesa de Florianópolis e a Fundação Cultural BADESC se unem para apresentar ao Estado as produções e os novos percursos dos artistas catarinenses. Em 2021, a premiação teve recorde de inscritos.

 Gabi Bresola é a vencedora da edição 2021

Com um trabalho voltado às questões geopolíticas e o entrecruzamento do conhecimento empírico e formal, a artista Gabi Bresola, de Joaçaba, foi a vencedora da 8ª edição do Prêmio. O anúncio foi feito durante a abertura da exposição dos três finalistas, no começo de outubro. Como prêmio, Gabi Bresola fará uma residência artística de três meses na Cité Internationale des Arts, em Paris.  

O trabalho artístico de Gabi Bresola perpassa suas vivências e sua formação rural juntamente a sua formação acadêmica. Ao trabalhar com geopolítica, propõe discussões entre a chamada cultura do interior e o conhecimento acadêmico. Além de artista, Gabi é também reconhecida pela pesquisa em  publicações de artistas e pela coorganização da feira Flamboiã. Na academia, é mestre em Artes Visuais pela Udesc.  

Conheça os três artistas finalistas do 8º Prêmio AF de Arte Contemporânea:

Fran Favero
Fran Favero (1987) é artista visual e curadora. É mestre em artes visuais pela Udesc, além de graduada em artes visuais e biologia. Pesquisa as relações de fronteiras que permeiam territórios, corpos e memórias. Nessa linha, atua no campo dos multimeios, incluindo produções em fotografia, vídeo, publicações de artistas e instalações. Já expôs individualmente e em coletivas em espaços como a 14ª Bienal Internacional de Curitiba, no Museu de Arte de Santa Catarina (Masc). É professora colaboradora do Departamento de Artes Visuais da Udesc. Sua obra passa pelas noções de transdisciplinaridade e intermídia como elementos centrais de sua prática. A palavra como conceito disparador também é recorrente em seu trabalho. O atravessamento e as relações possíveis entre território, corpo e palavra (línguas) estão presentes de maneira recorrente nas suas produções. 

Diego de los Campos
Diego de los Campos (1971) é artista visual nascido no Uruguai e radicado em Florianópolis desde 1999. Já participou de diversos salões de arte contemporânea, entre eles o de Piracicaba, de Ribeirão Preto e Arte Pará, entre outros. Já expôs individualmente no Museu Victor Meirelles e no Masc. Foi indicado em 2019 ao Prêmio Pipa e, em 2020, foi selecionado no Rumos Itaú Cultural 2020-2021. Desde 2010 integra o Coletivo Artístico Nacasa, onde mantém ateliê e dá cursos de arte multimídia. Sua obra busca ressignificar o descarte da sociedade. Dá sobrevida e reutiliza objetos, ou parte deles, ao colocá-los em movimento. A proposta passa por gerar um movimento interno do pensamento que coloque em jogo contradições latentes de formas de ver o mundo. Nesse sentido, a partir de objetos e materiais interceptados de seu caminho ao lixo, cria estruturas que comportam representações de corpos humanos, por exemplo. De los Campos cria e programa circuitos que utilizam sensores e microcontroladores. Sua busca é que o resultado estético seja uma junção de elementos sem ocultar nem dissimular as funções de cada parte.

Gabi Bresola
Gabi Bresola (1992) é reconhecida pelo trabalho com pesquisa e publicações de artistas e pela coorganização da feira Flamboiã. Na academia, é mestre em Artes Visuais pela Udesc.  Desde 2012 realiza exposições e publicações e dedica-se principalmente à elaboração de projetos culturais de artes visuais e de cinema pela Ombu Produção. Também já atuou como curadora de exposições, entre elas Interior, Verada e Reles chão. Individualmente, já expôs em Florianópolis, Itajaí e São Paulo. No cinema, dirigiu o curta Larfiagem e produziu filmes como Antonieta e Documentário. Seu trabalho como artista passa pela pesquisa sobre questões geopolíticas a partir da mediação entre a cultura do interior e as implicações coloniais. Nesse sentido, propõe discussões que entrecruzam o conhecimento empírico e o formal a partir de sua formação rural e acadêmica.

O Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2021 é viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio da ENGIE. Apoio do Consulado da França em São Paulo, do Institut Français e da Fundação Cultural Badesc. A coordenação é Marte Cultural. Realização da Aliança Francesa de Florianópolis, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. 

 Agende-se

Exposição do Prêmio AF de Arte Contemporânea 2021, com Diego de los Campos, Fran Favero e Gabi Bresola
Quando: Visitação até 11 de novembro
Onde: Rua  Visconde  de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis. Visita virtual pelo site  https://fundacaoculturalbadesc.com/
Quanto:  gratuito

editor.deolhonailhahttps://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img

Leia mais