10 C
fpolis
sábado, maio 21, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Verão Cultural anima a temporada em Florianópolis

spot_img

Verão Cultural anima a temporada em Florianópolis

spot_imgspot_img
Uma agenda especial vai movimentar praias e espaços culturais da cidade, nos meses de janeiro e fevereiro, com diversas atividades gratuitas nas áreas de música, teatro, dança, literatura, cultura popular, circo e artes visuais. A programação faz parte do projeto Verão Cultural, promovido pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), com o objetivo de fomentar a produção artística local e ampliar as opções de lazer durante a temporada. As atividades iniciam neste final de semana (14 e 15/01).

Além da agenda de verão e do apoio a promoções de outras instituições e grupos culturais, todas as unidades da FCFFC estarão em atividade normal no período. “Para manter a estrutura funcionando organizamos a escala de férias com base nas demandas de cada unidade. Queremos garantir que os turistas que nos visitam, assim como os moradores que aproveitam as férias, possam apreciar um pouco da diversidade cultural de Florianópolis”, destaca Waleska De Franceschi, Diretora de Artes da Fundação Franklin Cascaes.

Arte pelas ruas da cidade

Para quem aprecia manifestações da cultura popular, em especial os folguedos de boi-de-mamão, a agenda do Verão Cultural prevê apresentações nos principais balneários, divulgando essa tradição popular local que encanta crianças e adultos. A Fundação Franklin Cascaes também fechou parceria com grupos teatrais da cidade para promoção de espetáculos gratuitos em janeiro e fevereiro, voltados ao público adulto e infantil.

Além disso, nesses dois meses, estão programadas cinco exposições artísticas, sendo duas na Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti. Turistas e apreciadores da cultura local também podem aprender a fazer a renda de bilro nas oficinas oferecidas no Centro de Referência da Renda de Bilro de Florianópolis – núcleos da Lagoa da Conceição, Sambaqui e Pântano do Sul – ou ainda conhecer e adquirir os produtos feitos pelas artesãs.

O Verão Cultural contempla, nos meses de janeiro e fevereiro, uma nova edição do projeto Música na Praça em 2012, sob a figueira da Praça 15 de Novembro, abrangendo diferentes estilos musicais, nas terças e quintas-feiras (das 12h30 às 14h). O espaço também abrigará uma feira de artesanato com trabalhos de artistas locais expostos em barracas padronizadas com imagens das principais praias da Ilha de Santa Catarina.

Serviço:

O quê: Projeto Verão Cultural 2012 – Fundação Franklin Cascaes

Quando: de 14 de janeiro a 29 de fevereiro

Onde: balneários da Ilha e região central

Quanto: gratuito


Programação do Final de Semana

Sábado (14/01)

10h às 16h

Exposição “O Aviador e o Pescador”

(Curadoria de Mônica Cristina Corrêa)

Local: Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa

Praça 15 de Novembro nº 227 – Centro

14h às

18h

Oficina de Renda de Bilro / Exposição e venda de produtos

Local: Centro de Referência da Renda de Bilro de Florianópolis

Praça Bento Silvério – Lagoa da Conceição

17h

Oficina-espetáculo “Ao Pé da Figueira – Roda de Histórias de Franklin Cascaes e Outros Mais”, com grupo A3 por 4 com 8 Sapatos

Local: Casa das Máquinas

Praça Bento Silvério – Lagoa da Conceição

Domingo (15/01)

10h às 16h

Exposição “O Aviador e o Pescador”

(Curadoria de Mônica Cristina Corrêa)

Local: Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa

Praça 15 de Novembro nº 227 – Centro

15h às

18h

Exposição e venda de Renda de Bilro

Local: Centro de Referência da Renda de Bilro de Florianópolis

Praça Bento Silvério – Lagoa da Conceição

17h

Lançamento do Livro Ilha de Sonhos, de Eliana Pontes

Local: Casa das Máquinas

Praça Bento Silvério – Lagoa da Conceição


Sobre a oficina-espetáculo “Ao Pé da Figueira…”

O projeto “Ao Pé da Figueira: Roda de Histórias e Brincadeiras de Franklin Cascaes e Outros Mais” é uma oficina-espetáculo que reúne contação de histórias de autores da Ilha e confecção de brinquedos junto com as crianças participantes. Apresentado pelo grupo “A 3 por 4 com 8 sapatos”, o espetáculo propõe um reencontro com narrativas de tradição oral da Ilha e do mundo, com poe­mas, contos, cantos e brincadeiras.

No cenário, que tem a imagem de uma figueira, as contadoras de histórias recriam ditos, rimas e canções populares, inspirados no livro “Brinca­deiras infantis na ilha de Santa Catarina“, de Telma Piacentini, criando um tom intimista. Ao final, contam sobre a origem de brinquedos populares e fazem uma oficina em que as crianças aprendem a construir um pião. O espetáculo é conduzido pelas brincantes e arte-educadoras Cristina Lopes, Felícia Fleck, Patrícia Guerrero e Carina Scheibe.

Homenageando Franklin Cascaes, são contadas duas histórias recolhidas pelo escritor: Nos­sa Senhora e o Linguado e A Vassoura Bruxóli­ca. As contadoras de histórias também declamam poemas de Eloi Elisabeth Bocheco, do livro “Batata Cozida Mingau de Cará”, e de Alcides Buss, do livro “ABC da Poesia”. O projeto “Ao Pé da Figueira” tem patrocínio da Fundação Cultural de Florianópolis, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, contando com apoio da UNIMED Grande Florianópolis.

Sobre a exposição “O Aviador e o Pescador”

A exposição “O Aviador e o Pescador” explora o tema da passagem por Florianópolis do piloto-escritor Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944), autor, entre outros, do Pequeno Príncipe. A mostra propõe uma abordagem ilustrada e lúdica voltada ao público infantojuvenil, a partir de seis anos, abordando o contato de Saint-Exupéry com os pescadores do Campeche nas décadas de 1929/1930.

Com curadoria da pesquisadora e jornalista Mônica Cristina Corrêa, representante da Succession Saint-Exupéry em Santa Catarina, a exposição conta com apoio pedagógico de Jean-François Brunelière. As ilustrações assinadas por Juliana Góes, inspiradas no estilo de vida do piloto francês, trazem de forma didática uma cronologia dos fatos envolvendo a vida e obra de Saint-Exupéry, mesclando ainda uma maquete do avião Breguet XIV, fotografias e artesanato temático local.

A mostra, que reabre dentro da programação do Verão Cultural 2012, fica aberta à visitação pública até o dia 12 de fevereiro, no Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa, funcionando de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados e domingos, das 10h às 16h. A entrada é franca.

Sobre a exposição e livro “Ilha de Sonhos”

O livro “Ilha de Sonhos – Poesias e Imagens da Ilha de Santa Catarina”, de Eliana Pontes, propõe um novo olhar sobre Florianópolis, divulgando as paisagens e a cultura da cidade, mesclando poesia e fotografias. Com fotografias de Philippe Debled, a publicação e a mostra contam com patrocínio da Prefeitura da Capital e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com apoio cultural da Unimed Grande Florianópolis.

O livro expõe os lugares pitorescos da Ilha de Santa Catarina, destacando o patrimônio natural, histórico e cultural, que é apresentado ao leitor de forma poética junto com imagens fotográficas. A obra traz ainda relatos curiosos sobre questões históricas, origem e folclore de lugares apreciados por moradores e turistas que visitam a capital catarinense.

Com o objetivo de democratizar a literatura, em especial a poesia, o projeto prevê a realização por vários pontos da cidade de exposições com 15 paineis fotográficos itinerantes, entre os meses de dezembro de 2011 e março de 2012, além de distribuição gratuita de livros em diversos espaços culturais, universidades, praças e terminais urbanos, visando atingir um público de diversas faixas etárias e diferentes níveis de escolaridade

spot_img