19 C
fpolis
sábado, maio 25, 2024
Cinesystem

Yamandu Costa abre o Floripa Instrumental Especial

spot_img

Yamandu Costa abre o Floripa Instrumental Especial

spot_imgspot_img

Festival ocorre nos dias 1º, 3, 4 e 5 de maio no Boulevard 14/32 do Floripa Airport

O Floripa Instrumental faz uma edição especial em 2024 para homenagear o Choro, que foi reconhecido, em fevereiro, como Patrimônio Cultural do Brasil.  O Festival mais querido da cidade ganha um dia extra e acontece em 1º, 3, 4 e 5 de maio, no Floripa Airport . Para abrir o evento gratuito, na quarta-feira, às 18 horas, o show solo de um dos nomes mais importantes da música instrumental mundial: Yamandu Costa, que apresenta o inédito “Chorando por Amizade”. Ainda estão na programação músicos consagrados do Choro brasileiro e catarinense, como Ronaldo do Bandolim, Luiz Sebastião Juttel, Roberta Valente, Alê Ribeiro, Raphael Galcer, Ney Souza e Dani Spielmann, entre muitos outros.

Com uma sonoridade e habilidade incomuns, Yamandu Costa e seu inconfundível violão 7 cordas, apresenta chorinhos de sua autoria, como “Choro Louco”, “Choreco”e “Saudade do Penezzi”, e de outros compositores brasileiros que marcaram a história, como Ernesto Nazareth, João Pernambuco e Pixinguinha. “O repertório traz uma experiência musical com influências da música africana, europeia e indígena”, adianta o músico, acrescentando que o Choro é resultado dessa mistura. 

O espetáculo é gratuito e o público pode optar pelo ingresso solidário, iniciativa do Floripa Airport para arrecadar alimentos não perecíveis para a comunidade da Tapera. Se você for de automóvel, o estacionamento é pago: R$ 20,00 por quatro horas.

Na sexta, às 20 horas, o Floripa Instrumental retorna com a roda de choro de Rapha Galcer, Roberta Valente e Alê Ribeiro. No sábado e no domingo,  as rodas de Choro começam às 16 horas e mesclam músicos catarinenses , gaúchos, cariocas, paulistas e paranaenses. 

Os manezinhos,  Luiz Sebastião (violão 7) e Grupo, convidam o renomado pesquisador do choro, Ronaldo do Bandolim,  com mais de 50 anos de carreira, no sábado. No encerramento, no domingo, é a vez  do jovem catarinense de violão 7 cordas, Ney Souza, convidar para a roda de choro Dani Spielmann, uma das cinco melhores saxofonistas brasileiras. A carioca tem um estilo alegre, que contamina e, além do choro, sua música incorpora o samba, o maracatu, o frevo e a bossa nova. Entram nesta roda alegre os músicos Carlinhos Ribeiro (percussão) e Daniel Migliavacca  (bandolim). 

P R O G R A M A Ç Ã O      G R A T U I T A

Dia 3, sexta-feira, às 20h – “Raphael Galcer convida Roberta Valente e Alê Ribeiro para a roda de choro”

Dia 4, sábado, às 16h – “Luiz Sebastião Juttel e Grupo com Ronaldo do Bandolim”

Dia 5, domingo, às 16h, Ney Souza chama para a roda Dani Spielmann 

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img