28 C
fpolis
terça-feira, novembro 30, 2021
cinesytem

Encontro em Florianópolis debate a evolução da contabilidade

spot_img

Encontro em Florianópolis debate a evolução da contabilidade

spot_img

Com a presença do presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Juarez Domingues Carneiro, foi aberta nesta segunda-feira (26) a nona edição do Encontro Catarinense de Estudantes de Ciências Contábeis (Ececon), no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, em Florianópolis. Para um auditório lotado de estudantes de várias instituições de ensino superior do Estado, Carneiro ressaltou o momento ímpar pelo qual passa a contabilidade e enumerou os três grandes desafios impostos hoje à classe contábil. Para ele, é necessário acompanhar o processo de mudanças (que inclui a adoção das normas internacionais de contabilidade, do Sped e do XBRL); ocupar os espaços institucionais, influindo no debate mundial que envolve as normas contábeis e o futuro da profissão e, por último, mudar definitivamente o perfil do contabilista, que precisa se conscientizar para o fato de exercer uma profissão que é a “bola da vez”, uma das mais demandadas e valorizadas no mercado corporativo.

Os demais pronunciamentos dos componentes da mesa também ressaltaram as transformações verificadas na área contábil e a necessidade dos profissionais investirem, ainda mais, em sua capacitação e atualização. “Nossa área de atuação é extremamente dinâmica e exige uma atualização constante – imprescindível para acompanharmos o processo de evolução das ciências contábeis e termos condições – no momento em que ingressarmos como contadores no mercado de trabalho – de honrar o nome da profissão que escolhemos”, ressaltou a acadêmica Priscila Camila Gheno Propp, que falou em nome dos estudantes de ciências contábeis do Estado.

Representando o presidente do CRCSC, Sergio Faraco, a vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, Marisa Schwabe de Morais, destacou a oportunidade do tema escolhido para o encontro: Ética, Responsabilidade Social e Sustentabilidade, que reflete o novo perfil do contador. “É um profissional que trabalha com ética, comprometido com a responsabilidade social e com modelos sustentáveis de desenvolvimento. Ele tem a consciência de que a missão de uma organização não se limita à busca pura e simples do resultado financeiro, mas inclui formas de relacionamento harmônicos com seus colaboradores, com a comunidade e o meio ambiente”, disse.

Já o presidente da Federação dos Contabilistas do Estado de Santa Catarina (Fecontesc), Rodolfo Grosskopf ressaltou a importância dos acadêmicos participarem das entidades de classe, como o CRCSC e a própria Fecontesc. “A participação fortalece a representação institucional de nossa classe e ajuda a valorizar, ainda mais, o profissional”, observou.

Após a abertura, a contadora Ana Tércia Lopes Rodrigues, conselheira do CFC, onde coordena a comissão de Educação Profissional Continuada, ministrou a palestra “Desafios da Formação Acadêmica: Exame de Suficiência e Educação Continuada”.

Nesta terça-feira, segundo dia do evento, a programação prevê quatro palestras, com o professor Nelson Carvalho, diretor de pesquisas da FIPECAFI, membro do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e coordenador geral da edição das 500 Melhores e Maiores empresas do Brasil, publicada pela revista EXAME, com o professor da FEA/USP, José Roberto Kassai, com o professor doutor Hans Michael Van Bellen e com o professor José Henrique Domingues Carneiro.

O Ececon é uma promoção conjunta do Conselho Regional de Contabilidade (CRCSC) e mais oito instituições de ensino da Grande Florianópolis.

spot_img
spot_img