16.5 C
fpolis
segunda-feira, maio 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Aparecimento de águas-vivas nas praias e enchentes em SC estão relacionadas

spot_img

Aparecimento de águas-vivas nas praias e enchentes em SC estão relacionadas

spot_imgspot_img

Aparecimento de águas-vivas nas praias e enchentes em SC estão relacionadas O aparecimento de caravelas portuguesas (Physalia physalis) nas praias de Florianópolis, no último final de semana, está relacionado com o mesmo fenômeno meteorológico que provocou as fortes chuvas que atingiram Santa Catarina na semana passada. A afirmação é do pesquisador Charrid Resgalla Junior, do Centro de Ciência Tecnológica da Terra e do Mar (CTTMar) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Segundo ele, os dois foram influenciados pela área de baixa pressão atmosférica que atuava sobre o continente e a de alta pressão que agia no oceano. Com a atuação da zona de baixa pressão, os ventos de mar aberto sopraram em direção à costa e acabaram empurrando as caravelas para o litoral. — Elas não têm movimento próprio. Flutuam sobre a superfície das águas, empurradas pelo vento — explica. De acordo com o pesquisador, esta relação não significa que sempre que surgirem caravelas nas praias haverá enchentes, ou vice-versa. A espécie é comumente identificada como uma água-viva, mas, na verdade, é uma colônia de quatro tipos de pólipos. As caravelas oferecem grande risco de queimaduras aos banhistas, podendo provocar ainda náusea, vômitos, tonturas e desmaios.

spot_img