18.2 C
fpolis
quinta-feira, agosto 11, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Bernardo Pigmeu vence o SuperSurf de Florianópolis

spot_imgspot_img

Bernardo Pigmeu vence o SuperSurf de Florianópolis

spot_imgspot_img

por Redação SuperSurf (texto de João Carvalho)

O pernambucano Bernardo Pigmeu, 27 anos, conseguiu domar a fera Gabriel Medina, 16, para faturar o título do SuperSurf Internacional do Costão do Santinho. Ele usou a força nas manobras para jogar muita água nas duas baterias que venceu no domingo decisivo da etapa com nível máximo 6 estrelas que abriu a “perna” de fim de ano do ASP South America Star Series 2010 em Florianópolis (SC). Medina chegou na final como grande favorito e continuou arriscando os aéreos, mas o vento sul forte acabou dificultando a execução desta manobra e prejudicando a formação das ondas no último dia. Esta vitória sobre a sensação do surfe brasileiro foi a primeira de Pigmeu em etapas do Mundial WQS.

“Estou muito feliz. Eu venho esperando há muito tempo uma vitória e sem dúvidas isso vai ajudar a me libertar de muitas coisas pessoais”, disse Bernardo Pigmeu, emocionado no pódio. “É um momento muito especial da minha vida e dedico essa vitória ao meu pai e ao meu irmão, que faleceram dois anos atrás. Eu cheguei em algumas outras finais, não consegui vencer, mas sabia que minha hora ia chegar. Também quero oferecer o título aos meus patrocinadores, a Hang Loose, o Álfio (Lagnado), enfim, todas as pessoas que sempre me ajudaram e me apoiaram durante todos estes anos”.

Pigmeu, que no Circuito Mundial é cadastrado como Bernardo Miranda, também comentou sobre derrotar o grande favorito ao título na final. Gabriel Medina estabeleceu novos recordes nas etapas do SuperSurf Internacional 2010 com seus aéreos espetaculares nas boas ondas da Praia do Santinho. “Se existe uma chance é preciso correr atrás. Eu vi minha chance, acreditei e consegui. Temos que acreditar e lutar para atingir nossos objetivos. Foi o que eu fiz. Além disso, deu tudo certo, o mar até colaborou em não mandar mais ondas para o Medina reverter o resultado, pois todos sabemos do que ele é capaz”.

Pigmeu abriu a decisão do título usando a força do backside numa boa esquerda que lhe rendeu nota 6,33. Medina ficou arriscando os aéreos, enquanto Pigmeu ia fazendo batidas e rasgadas para somar pontos. E foi assim que o paulista assumiu a ponta com uma nota 7,33 em sua sexta apresentação na final. Faltando 12 minutos, Pigmeu vem em outra esquerda jogando água pra cima para buscar os 5,34 pontos que passou a precisar para vencer. Os juízes deram nota 7,53 para ele, que abriu 6,54 pontos de vantagem. Depois não entrou mais nenhuma onda boa e o resultado terminou mesmo em 13,86 x 11,66 pontos.

“Infelizmente ficou difícil o mar, correnteza forte, o vento também e as ondas não colaboraram. O Pigmeu (Bernardo Miranda) está de parabéns. Está aí sempre tentando, batendo na porta, parabéns pra ele que surfou bem na final e mereceu vencer”, disse Gabriel Medina. “Estou feliz e parece que Floripa dá sorte pra mim. No ano passado venci minha primeira etapa do WQS na Praia Mole, fiz semifinal lá esse ano, agora outra final aqui no Santinho, então ótimo, estou amarradão pelo resultado também”.

PEUGEOT DO SUPERSURF – Os dois finalistas não haviam disputado nenhuma etapa do SuperSurf esse ano, ao contrário dos adversários que enfrentaram nas semifinais. O carioca Simão Romão foi barrado por Gabriel Medina na primeira bateria e assumiu a vice-liderança na corrida pelo Peugeot zerinho, oferecido pela Editora Abril ao melhor surfista nas quatro etapas do SuperSurf Internacional 2010. Já o catarinense Ricardo dos Santos, que perdeu para Bernardo Pigmeu na segunda semi, saltou do trigésimo para o sexto lugar no ranking especial que continua com o paranaense Caetano Vargas na frente.

Simão Romão poderia sair de Santa Catarina na ponta se passasse para a final em Florianópolis. Dos quatro finalistas, era o único que já tinha vencido uma etapa do WQS no Costão do Santinho, em 2007. Ele liderou boa parte da bateria, até Gabriel Medina começar a acertar os seus aéreos para virar o resultado com notas 6,77 e 6,47 que totalizaram 13,24 pontos, contra 12,50 do carioca que também fez bonito principalmente nas esquerdas do Santinho, quando pôde mostrar a força do seu backside.

“Com certeza o Medina é um fenômeno, o cara a ser batido nos campeonatos hoje em dia. Mas, ele viu que sempre que cair comigo não vai ter moleza não, sempre vou dar uma dura”, disse Simão Romão. “Eu procurei ficar calmo, até peguei uma onda boa nota 7,0, só que não achei outra pra somar. Mas, o moleque surfou bem, mereceu passar pra final e vamos pra próxima, a vida continua”.

O catarinense Ricardo dos Santos também queria ter colocado Santa Catarina na final, mas não teve como superar um inspirado Bernardo Pigmeu detonando as esquerdas do Santinho com batidas, rasgadas e reentries, executadas com bastante pressão. Nessa bateria, o pernambucano tirou a maior nota do último dia, um nove redondo. Na final, também surfou a melhor onda, que valeu nota 7,53.

“O mar ficou um pouco devagar, procurei mandar umas manobras modernas, mas não consegui fazer nenhuma onda de duas manobras pelo menos. Se conseguisse lincar um aéreo com uma rasgada ou uma batida, certamente sairia um high-score, mas não deu”, lamentou Ricardo dos Santos. “Ainda assim foi bom o resultado, que é fruto de um longo trabalho que venho fazendo durante o ano. Infelizmente não veio ondas pra mim atingir meu objetivo que era a final, mas estou feliz pelo terceiro lugar também”.

O SuperSurf Internacional 2010 é produzido pela Editora Abril com patrocínio da Peugeot e co-patrocínio da Azzaro e da surfwear Nicoboco, com esta terceira etapa também contando com o apoio do Costão do Santinho Resort & Hotel, da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação Surf dos Ingleses e Santinho (ASIS), com divulgação da BAND FM, através do Boletim De Olho No Mar. O evento é homologado pela ASP South America como etapa nível 6 do ASP World Star como a última que será realizada entre os dias 12 e 17 de outubro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ).

FINAL DO SUPERSURF DO COSTÃO DO SANTINHO

Campeão: Bernardo Pigmeu (BRA) com 13,86 pontos – US$ 20.000 e 3.000 pontos
Vice-campeão: Gabriel Medina (BRA) com 11,66 pontos – US$ 10.000 e 2.250 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 5.000 e 1.688 pontos:
1.a: Gabriel Medina (BRA) 13.24 x 12.50 Simão Romão (BRA)
2.a: Bernardo Pigmeu (BRA) 14.23 x 10.67 Ricardo dos Santos (BRA)

RANKING PEUGEOT DO SUPERSURF 2010 – 3 etapas:

01: Caetano Vargas (PR) – 1.860 pontos
02: Simão Romão (RJ) – 1.780
03: Marco Aurelio (SP) – 1.640
04: Dennis Tihara (BA) – 1.510
05: Robson Santos (SP) – 1.460
06: Ricardo dos Santos (SC) – 1.390
07: Renato Galvão (SP) – 1.374
08: Diego Rosa (SC) – 1.360
09: Pedro Henrique (RJ) – 1.320
10: Jano Belo (PB) – 1.240

spot_img

Leia mais