16.3 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Camerata vai apresentar ópera no Monte Cristo em evento gratuito

spot_img

Camerata vai apresentar ópera no Monte Cristo em evento gratuito

spot_img

No dia 1° de maio, às 16h, a Camerata se apresentará na Comunidade do Monte Cristo, no ginásio do Centro de Educação e Evangelização Popular (CEDEP), com entrada gratuita.

Essa é a primeira vez que a orquestra vai tocar a Opereta La Serva Padrona, considerada o primeiro grande exemplo histórico de ópera buffa (cômica), numa comunidade carente da Grande Florianópolis. Ela já foi apresentada em diversas cidades do interior de Santa Catarina, entre elas algumas com baixíssimo IDH como Capão Alto. Em abril do ano passado, foi o Teatro do CIC que recebeu a ópera. Trata-se de um espetáculo que difere de todas as óperas tradicionais e leva a alegria e o riso ao público.

A apresentação da Camerata comemora a inauguração da cobertura do ginásio e os 30 anos do CEDEP, a primeira ONG do Instituto Padre Vilson Groh.

O espetáculo foi viabilizado pelo Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura, que conta com o patrocínio da WOA Empreendimentos Imobiliários e apoio do Instituto Vilson Groh.

OPERETA LA SERVA PADRONA:

Em 28 de Agosto de 1733, no Teatro San Bartolomeo de Nápoles, Giovanni Battista Pergolesi estreava sua nova ópera séria, Il Prigionier Superbo. Para preencher os intervalos, escreveu La Serva Padrona. Não demorou para que Il Prigionier desaparecesse do repertório, completamente ofuscado pelo sucesso da comédia. A obra é composta por dois atos. No primeiro, Uberto, um solteirão, confronta-se com o comportamento arrogante de Serpina, sua criada, que pretende ser tratada como patroa. Desesperado, Uberto pede a Vespone que lhe arranje uma noiva. Serpina aprova, mas entende que é com ela que o patrão deve casar-se, e que deve desde já ser tratada como patroa. O primeiro ato termina com um duetto em que Serpina tenta convencer Uberto a casar com ela, invocando todas as suas qualidades. No segundo ato, Serpina, com a colaboração forçada de Vespone, e a fim de conquistar Uberto, inventa um pretendente: o temível capitão Tempesta (representado pelo próprio Vespone), que supostamente exige um dote para casar com Serpina. Se não o receber, não casará, e se então Uberto não se casar com a criada, matará os dois. Uberto aceita casar e Vespone tira o bigode de disfarce. Uberto e Serpina acabam por confessar o seu mútuo amor, e a criada alcança enfim o objetivo de se converter em patroa.

SERVIÇO:

Apresentação da Opereta La Serva Padrona, pela Camerata Florianópolis

Preço: gratuito.

Data e horário: 1º de maio, às 16h

Local: Ginásio do CEDEP, Monte Cristo, Florianópolis

 

 

spot_img
spot_img