17.6 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Capital deve ter metrô de superfície em 2012

Capital deve ter metrô de superfície em 2012

spot_imgspot_img

Até abril, estudo técnico-financeiro para implantação do projeto deve ser finalizado

O metrô de superfície deve começar a funcionar em 2012 na Capital, garantiu nesta terça-feira o secretário regional da Grande Florianópolis, Valter Gallina.

De acordo com o secretário, o governo do Estado já abriu o processo de licitação para a contratação de uma empresa para realizar o estudo técnico-financeiro para a implantação do projeto.

— Existem várias empresas interessadas (em executar a obra), mas ainda não temos um estudo de tráfego, que aponta qual o melhor traçado para investirmos nessa primeira etapa — adiantou o secretário, que ressalta o interesse em operacionalizar o metrô de superfície de forma que o custo da passagem não seja superior ao da tarifa de ônibus.

Após o término do levantamento, previsto para o mês de abril, o governo dá início ao processo para contratar a empresa que vai construír o metrô. O trajeto deve passar pela Ponte Hercílio Luz, que deve ter a recuperação terminada em 2010, segundo o governo.

— Da ponte, já foram recuperados dois viadutos de acesso. Agora assinamos a ordem de serviço para que duas empresas francesas trabalhem na recuperação do vão central. Vamos conseguir recuperá-la e, paralelamente a isso, executar o traçado do metrô de superfície — disse.

As obras de restauração da ponte estão orçadas em R$ 100 milhões, com recursos federais e estaduais. Já o projeto do metrô de superfície, com investimento total previsto de R$ 250 milhões, será implantado por meio de uma parceria público-privada, de acordo com secretário.

Empresas interessadas na obra

No sábado, dia 3, o governador Luiz Henrique da Silveira divulgou o interesse de diversas empresas responsáveis pela implantação do sistema de metrô em cidades da Europa e Estados Unidos em participar da licitação para a obra em Santa Catarina.

O pronunciamento do governador ocorreu durante a visita dos representantes da Federação Internacional de Associações de Futebol (Fifa) e do Comitê Organizador Brasileiro da Copa do Mundo 2014.

Eles avaliaram as condições de infraestrutura da cidade para receber os jogos da competição. Florianópolis disputa com outras 18 cidades do país a oportunidade de sediar uma etapa da Copa.

Arena Florianópolis

Gallina adiantou que uma das linhas previstas para o metrô de superfície deve ligar o bairro de Barreiros, em São José, à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), na Capital.

O trajeto deve passar a cerca de 800 metros do local onde deve ser construída a Arena Florianópolis — novo estádio do Figueirense Futebol Clube — e pela Beira-Mar Continental.

Segundo os estudos preliminares, dois trajetos já se apresentaram como viáveis, pois teriam demanda acima de 1.500 passageiros por hora. O primeiro seria da Praia Comprida, em São José, até o Centro da Capital. O segundo sairia de Barreiros até o Centro.

spot_img