20.4 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Capital mundial do turismo

Capital mundial do turismo

spot_imgspot_img

A capital catarinense será a sede mundial de turismo em 2009. Em Londres, ontem à tarde, o governador Luiz Henrique da Silveira assinou o contrato para realização do 9º Fórum Mundial de Turismo (Global Travel and Tourism Summit), uma parceria entre o governo do Estado, Embratur e iniciativa privada.

O encontro é o maior evento empresarial do setor, promovido pelo Conselho Mundial de Viagem e Turismo (WTTC em inglês), e tem como membros os executivos das 100 empresas líderes do segmento, responsáveis pela geração de 240 milhões de empregos e que responde por 10,4% do PIB mundial. Essa será a primeira vez que o evento será realizado na América Latina, entre 14 e 17 de maio, com a presença de 700 empresários estrangeiros.

– Não há pretensão em dizer que, durante três dias, Florianópolis e o Estado de Santa Catarina estarão no topo de uma cadeia econômica imprescindível para o desenvolvimento – afirmou o presidente do WTTC, o francês Jean-Claude Baumgarten.

Ele prefere não falar de crise financeira. Considera-se um homem privilegiado por ter participado do Painel RBS, em junho passado, na Capital. Por isso, quando autoridades e convidados, entre eles o ex-técnico da Seleção Brasileira Luís Felipe Scolari, se acotovelaram para acompanhar a assinatura que formalizou o congresso, Baumgarten fez questão de lembrar da beleza, potencial e da recepção que teve em Florianópolis.

O ato de assinatura ocorreu no estande montado pela Embratur, uma estrutura de 750 metros quadrados que foi projetada com as mesmas curvas imortalizadas na obra de Oscar Niemeyer, com painéis gigantescos do Brasil e com forte referência à Santa Catarina. Tudo isso no Parque Excel, preparado para receber eventos como a Olimpíada de 2012.

– Estamos dando um passo decisivo para colocar o Estado e Florianópolis em outro patamar de visibilidade – declarou Jeanine Pires, presidente da Embratur.

Presidente Lula será convidado para o evento

Pouco antes de ter início a assinatura do contrato, Marcos Barboza, diretor Institucional do Grupo RBS em Santa Catarina, formalizou um contrato de parceria de mídia com o WTTC. A participação, segundo Barboza, se dará pela concessão de divulgação em todos os veículos do Grupo RBS.

– Santa Catarina dará um salto com este evento. E nossa atuação, que teve início com a realização do Painel RBS, será a de dar o total apoio à iniciativa – reforçou Barboza.

O governador e Baumgarten convidarão o presidente Lula para participar do fórum. A audiência está prevista para o dia 27 deste mês.

– A capital será outra cidade depois desta convenção e também estará muito mais preparada para ser uma das sedes da Copa do Mundo em 2014 – declarou Luiz Henrique.

O setor

> O turismo é responsável por 10% do PIB mundial
> O setor garante 240 milhões de empregos em todo o mundo
> Atualmente, 900 milhões de pessoas viajam por ano
> 80% do turismo está nas mãos de pequenas e médias empresas
> Daqui a 10 anos, haverá 1,8 bilhão de pessoas viajando anualmente
> O Brasil recebeu 5 milhões de turistas estrangeiros no ano passado
> O Brasil é a 14ª economia mundial no que se refere ao turismo
Fique por dentro
O que acontece em Londres
> No domingo houve um jantar de celebração e lançamento do WTTC Brasil entre integrantes da comitiva brasileira e o presidente do Conselho, Jean-Claude Baumgarten
> Ontem, houve o início do evento do World Travel Market (WTM), com cerimônia de entrega de prêmio a personalidades ou entidades que tiveram destaque no incentivo ao turismo. Foram 10 homenageados. O governador Luiz Henrique da Silveira foi indicado pelo Jornal Mercado & Eventos
> À tarde houve o lançamento do WTTC/Brasil tendo como um os oradores o diretor-geral e institucional da RBS em Santa Catarina, Marcos Barboza
> Hoje – Deslocamento da comitiva para Paris
Saiba mais sobre o encontro
> É o maior evento de turismo no mundo e está na 9ª edição
> Será realizado dias 14 a 17 de maio de 2009, em Florianópolis
> Orçamento: R$ 10 milhões (divididos entre a iniciativa privada e o setor público)
> Já foi realizado: em Amã, na Jordânia (2001), Genebra, na Suíça, e Vilamoura, em Portugal (2003), Doha, no Catar (2004), Nova Deli, na Índia (2005), Washington, Estados Unidos (2006), Lisboa, em Portugal (2007) e Dubai, nos Emirados Árabes (2008)

Setor tem grandes expectativas

Os representantes do Turismo de Santa Catarina e de Florianópolis têm ótimas expectativas para o antes e o depois do 9º Fórum Mundial de Turismo que ocorrerá em maio de 2009 na Capital. Contudo, para o sucesso esperado, não podem ocorrer falhas e, portanto, estão dispostos a não medir esforços para garantir o brilhantismo do evento

A maior visibilidade do Estado e da cidade para o turismo mundial é o aspecto mais lembrado pelos representantes do turismo catarinense como conseqüência positiva do evento.

Essa exposição começa antes do evento, com matérias de divulgação, e pode ser ainda maior depois, por meio da propagação das informações pelos participantes – líderes de grandes empresas mundiais.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Santa Catarina(Abrasel), Ézio Librizzi, afirma que a sua categoria não espera um retorno imediato ao evento, mas acredita que será grande.

E Wilson Luiz Macedo, presidente da Associação Brasileiro da Indústria de Hotéis de Santa Catarina (ABIH), crê que o Fórum poderá mudar o comportamento de turistas de todo o mundo quanto ao Sul do Brasil.

– Santa Catarina vai ficar marcado no mapa como um lugar interessante de se fazer turismo – diz.

O presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis, Tarcísio Schmitt, lembra que os cerca de 150 conselheiros, que representam empresas de grande porte no mundo, devem também divulgar a cidade.

– Esse evento, certamente, colocará Florianópolis na vitrine do mundo – afirma.

Mas os benefícios não param por aí. O presidente da Federação de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do Estado de Santa Catarina, Estanislau Bresolin, que também deverá ocorrer uma conscientização de que o Estado precisa ter um produto mais aprimorado e desenvolvido.

Potencial para ser explorado economicamente em SC

A necessidade de Santa Catarina ter um contínuo investimento no setor, para que o turismo passe a ser o grande potencial econômico de geração de renda e emprego, também deve ganhar mais atenção de investidores e do Estado, acredita Bresolin. O dirigente do setor lembra, ainda, que o evento deve gerar uma maior preocupação em relação aos defeitos da região que precisam ser sanados, como o pequeno aeroporto, os acessos restritos, dentre outros.

Por sua vez, o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem de Santa Catarina, Eduardo Loch, diz que ao sediar o 9º Fórum Mundial de Turismo o Estado comprova que a região é capaz de realizar grandes eventos internacionais, porque normalmente quando eles são captados para o Brasil, eles ficam entre Rio de Janeiro e São Paulo. Com isso, novos investidores podem ser atraídos para a região.

Contudo, para que se conquiste todo esse sucesso, os representantes do turismo catarinenses alertam que é necessário que tudo ocorra perfeitamente bem, para que não se passe uma impressão ruim do Estado e conseqüentemente do país. Isso levaria a passar uma imagem negativa, por isso, todos os representantes do turismo pregam a união em torno do WTTC.

Grupo RBS será parceiro no WTTC

O Grupo RBS firmou ontem, em Londres, um acordo para ser o parceiro de mídia do Conselho Mundial de Viagem e Turismo (WTTC) durante a realização do 9º Fórum Mundial de Turismo, em maio, em Florianópolis.

encontro entre o diretor-geral do Grupo RBS em SC, Marcos Barboza, e o presidente do WTTC, Jean-Claude Baumgarten, aconteceu na solenidade de assinatura do contrato que oficializou a Ilha de Santa Catarina como capital mundial do turismo em 2009.

Por meio de uma parceria entre governo do Estado e Embratur, com apoio do Grupo RBS, esta será a primeira vez que um país da América Latina irá sediar o Fórum Mundial de Turismo.

O encontro é o maior evento empresarial do setor, promovido pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), e reúne os presidentes e diretores-executivos das cem empresas líderes desta indústria, responsável pela geração de quase 300 milhões de empregos e que responde por 10,4% do PIB global.

O fórum será realizado entre os dias 13 e 15 de maio do próximo ano e atrairá cerca de 700 dos principais empresários internacionais. Os outros parceiros são a BBC World, Financial Times e USA Today.

O cenário que colocou frente a frente o presidente do WTTC, Jean-Claude Baumgarten, e o governador Luiz Henrique da Silveira foi o Painel RBS, realizado no auditório da Fiesc, em Florianópolis, no final de maio passado.

O governador do Estado aproveitou a oportunidade e provocou Baumgarten ao oferecer a Capital para sediar o congresso da entidade.

O assunto evoluiu e ganhou relevância entre os integrantes da WTTC. Uma equipe técnica esteve no Estado, aprovando Florianópolis.

Ontem, no encontro em Londres, foi definida a realização do congresso em maio do ano que vem.
O Raio-X de um desafio
O que o estado de Santa Catarina persegue no turismo? Ser conhecido no mundo inteiro. Hoje, 90% dos estrangeiros que vêm ao Estado nunca haviam ouvido falar nos seus atrativos.
Os 100 maiores líderes da atividade turística do mundo estarão em Florianópolis no ano que vem. Os 200 mais importantes jornalistas especializados internacionais da área cobrirão o evento.
Florianópolis está em terceiro lugar como destino de lazer, atrás de Rio de Janeiro e Foz do Iguaçú. No quesito eventos internacionais ocupa a quarta colocação.
Quem mais visita Santa Catarina são os argentinos. Ano passado, dos 400 mil turistas estrangeiros que vieram ao Estado, 90% têm origem no país vizinho.
Quanto gasta, em média, um turista no Brasil: Quem vem a lazer: US$ 74 por dia (mais de R$ 148) Quem vem a negócios: US$ 165 por dia (mais de R$ 330) Quem vem a ventos: US$ 305 por dia (mais de R$ 610) Qual é a motivação para vir ao Brasil: 44% dos turistas vem a lazer 28% a negócio 24% para visitar amigos.
Fonte: Embratur/ Santur

DIÁRIO DE LONDRES

Salários

No mesmo dia, o governador Luiz Henrique deu duas notícias aos servidores. Anunciou o pagamento da segunda parcela do 13º dia 15 de dezembro e o salário dia 18. A antecipação significa mais R$ 560 milhões na economia do Estado. Prêmio Entidade que congrega jornalistas e operadores de turismo e que realiza todos os anos a feira em Londres entregou um prêmio de reconhecimento ao governador Luiz Henrique. Dez personalidades e entidades foram merecedoras da honraria, indicadas por revistas especializadas.

Provocação

O secretário de Articulação Internacional, Vinícius Lummertz, não se conteve. Sugeriu a Felipão uma partida entre Chelsea e uma seleção catarinense de futebol. O técnico não descartou a possibilidade. teria sido educado?

Boleiro

Fã de Felipão, o deputado Antônio Aguiar não pensa o mesmo dos tempos em que jogava bola no Juventude, em Caxias do Sul.

– Eu disse pra ele. Felipão, tu eras um “cavalo” quando estava em campo – disse ao encontrar o técnico.

(Roberto Azevedo, Renata Moreira, DC, 11/11/2008)

spot_img

Leia mais