17.3 C
fpolis
segunda-feira, maio 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

CentroSul fecha 2008 com mais de 150 eventos realizados

spot_img

CentroSul fecha 2008 com mais de 150 eventos realizados

spot_imgspot_img

O Centro de Convenções de Florianópolis é um dos principais responsáveis pelo crescimento do segmento de turismo de eventos e negócios na capital catarinense. Em dez anos de atividade, o CentroSul conseguiu movimentar a região, trazendo à cidade uma média anual de 500 mil visitantes. Desde o ano de 1998, ano da inauguração, foram mais de 1.300 eventos de grande, médio e pequeno porte, recebendo mais de 4,5 milhões de visitantes.

Somente em 2008, o local fechará o ano com uma média de 150 eventos. Mas, apenas no primeiro semestre, cerca de 500 mil pessoas participaram de feiras, congressos, seminários, convenções, palestras e workshops, nos espaços do CentroSul.

Com uma infra-estrutura tecnológica e inteligente, o local pode sediar desde uma pequena reunião de trabalho até mesmo shows para 17 mil pessoas. Com espaços flexíveis e multifuncionais, o lugar proporciona uma grande economia de tempo, na montagem e desmontagem de feiras e congressos. Além disso, a divisão interna de ambientes permite a realização de diversos eventos simultâneos, sem que um interfira no outro. Todas as divisões possuem um sistema acústico perfeito e de refrigeração.

Turismo o ano inteiro

Com o trabalho desenvolvido pela equipe do CentroSul, a cidade passou a oferecer infra-estrutura para sediar eventos nacionais e internacionais, aumentando a rede hoteleira e oferta de empregos fixos e temporários. “A capital ficou apta a receber um maior número de grandes eventos. Antes, eles aconteciam em centros de eventos da hotelaria”, diz Maria Cláudia Evangelista, diretora executiva do Florianópolis e Região Convention & Visitors Bureau.

Hoje, Florianópolis ocupa uma privilegiada posição no ranking mundial para a realização de eventos internacionais. “Estamos a frente de cidades como Punta Del Leste (Uruguai), Las Vegas (EUA) e Johannesburg (África do Sul). Essa posição é excelente para a capital que antes só explorava o turismo durante o período do verão”, conta Cristiane Martins, Gerente Geral do CentroSul, que há dez anos, administra todas as atividades realizadas no Centro de Convenções e acompanha a captação de novos eventos.

Os eventos de negócios trazem à capital turistas o ano inteiro, e junto com eles vêm a contratação de mão de obra, aumento de vendas no comércio e geração de impostos. Apenas um evento pode ter um envolvimento de 1.000 contratações de mão de obra direta, que resulta em R$ 31.200 milhões ao ano em pagamentos, gerando R$ 3.120 milhões em impostos. Segundo o Florianópolis Convention & Visitors Bureau, no ano passado, cerca de 333.700 mil turistas visitaram a capital para participar de congressos e feiras, o que representa uma movimentação de R$ 240 milhões.

spot_img