24.4 C
fpolis
domingo, janeiro 23, 2022
cinesytem

Cerimônia da passagem da Tocha Olímpica por Florianópolis terá dois shows nacionais

Cerimônia da passagem da Tocha Olímpica por Florianópolis terá dois shows nacionais

spot_img

Está tudo pronto para a passagem do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 por Florianópolis, neste domingo, 10. O comboio passa antes por Tubarão, Laguna, Palhoça e São José. O revezamento terá início às 15h, na Avenida Konder, próximo ao mirante da Ponte Hercílio Luz, e a pira de celebração será acesa às 19h, no Trapiche Municipal, na Beira-mar Norte, com a apresentação de Ludmilla e NX Zero, em seguida.

Ao longo do percurso, diversas atrações culturais e esportivas serão promovidas pela cidade. Na cabeceira da Ponte Hercílio Luz, haverá apresentações de ginástica artística, Boi de Mamão, Folia de Reis e bandas da Polícia Militar. No largo da Catedral, haverá clínicas de taekwondo, e apresentação da Orquestra de Cordas da Ilha e da cantora Marjory Porto.

Na Trapiche da Avenida Beira-Mar Norte, o Expresso Rural e Banda Dazaranha iniciam a programação e, após o acendimento da pira de celebração, Ludmilla e NX Zero sobem ao palco para contagiar o público e encerrar o dia do revezamento.

Nesta sexta-feira, 8, durante o encontro com a imprensa, alguns condutores tiveram o prazer de conhecer a tocha Olímpica. Estiveram presentes os condutores Teco Padaratz, indicado pela Coca-Cola; Odilon Martins, indicado pelo Bradesco; e Anderson Nocetti e Jaime Ramos, indicados pela prefeitura. Céar Souza Junior, prefeito de Florianópolis, também esteve presente ao encontro.

 “Estou nervoso para conduzir a tocha Olímpica e até brincaram comigo, perguntando se eu deixaria a tocha cair. Nunca cai no meu esporte e será assim também nesses 200 metros. Vou conduzir com toda emoção e será um sucesso o evento”. Teco Padaratz é considerado um dos maiores surfistas brasileiros e foi um dos primeiros a disputar as etapas do WCT. Foi bicampeão do WQS, competição que dá acesso ao campeonato mundial.

 “Estamos bem representados nos Jogos Olímpicos e o revezamento servirá de impulso para valorizarmos o esporte Olímpico no país”. Odilon Martins tem 87 anos e é uma lenda viva do remo catarinense. Com a disposição de garoto, rema todos os dias e carrega seu próprio barco nas costas para treinar. Conquistou 16 medalhas de ouro em mundiais na categoria master.

“Já representei o Brasil em quatro Jogos Olímpicos e será uma honra representar conduzir a tocha Olímpica e representar os brasileiros com outros condutores”. Anderson Nocetti é atleta de remo e conquistou a primeira medalha do Brasil em Copas do Mundo de Remo. Participou de quatro edições dos Jogos Olímpicos: Sidnei 2000 – onde foi o único representante brasileiro na modalidade –, Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012.

“Desde que fui convidado para conduzir a tocha Olímpica, a emoção vem aumentando e o espírito Olímpico vem tomando conta de mim e da minha família. Não sei qual será minha reação quando erguer a tocha Olímpica diante de todos florianopolitanos”. Jaime Ramos é ex-jogador de basquete com passagens por clubes cariocas como Fluminense e Flamengo. Foi treinador e campeão estadual entre 1974 e 1976 e também participou da seleção master de basquete nos Mundiais de 2003 a 2013.

“A chama Olímpica ficará mais viva ao atravessar a ponte e ser recebida pelo calor e beleza de Florianópolis. Estamos preparados para o evento, que será um sucesso”, disse César Souza Junior, prefeito de Florianópolis.

A TOCHA EM FLORIANÓPOLIS

Rota: 24,4 km de percurso

Início do revezamento: 15h na Avenida Konder, próximo ao mirante da Ponte Hercílio Luz.

Mais de 100 condutores em Florianópolis.

Cerimônia de celebração: 19h, no no Trapiche Municipal, com apresentações de Ludmilla e NX Zero, em seguida.

A TOCHA NO BRASIL

    Mais de 300 cidades recebem o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, envolvendo 90% da população brasileira em todos os 26 estados além do Distrito Federal.

    12.000 condutores, escolhidos por meio de campanhas públicas ou nomeações diretas (do Rio 2016 e dos patrocinadores oficiais – Coca-Cola, Nissan e Bradesco).

    São 95 dias circulando pelo Brasil, desde a saída em 3 de maio, em Brasília. A chegada ao Rio de Janeiro será em 4 de agosto. No dia seguinte, as ruas da cidade olímpica serão palco do Revezamento até a chegada ao Estádio do Maracanã, quando o último condutor acenderá a pira Olímpica na Cerimônia Oficial de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

    O Revezamento da Tocha Olímpica percorre 20 mil quilômetros por estradas e viajou 10 mil milhas aéreas no trecho ao Norte e Centro-Oeste, entre Teresina e Campo Grande. Essa distância é mais da metade de uma volta ao redor da Terra pela linha do Equador (40.075km).

    Alguns lugares icônicos receberam a tocha Olímpica, como Fernando de Noronha, Chapada Diamantina, Inhotim, Chapada dos Guimarães, Lençóis Maranhenses, Pantanal, Foz do Iguaçu, entre outros;

    O objetivo do Revezamento é levar os Jogos Olímpicos Rio 2016 para todo o país. O Revezamento da Tocha no Brasil quer mostrar a essência, o calor e a diversidade dos brasileiros. A ideia é atrair os brasileiros para a rua, mostrar a multiplicidade cultural, natural e popular do povo.

Sobre o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 é uma associação civil de direito privado, com natureza desportiva, sem fins econômicos, formada por Confederações Brasileiras Olímpicas, pelo Comitê Olímpico Brasileiro e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Sua missão é promover, organizar e realizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, seguindo as diretrizes do Contrato da Cidade-Sede, do Comitê Olímpico Internacional, do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) e da Agência Mundial Antidoping, e respeitando a legislação brasileira, a Carta Olímpica e o Manual de Regras do IPC.

Sobre a Coca-Cola nos Jogos Olímpicos

A Coca-Cola é parceira do Revezamento da Tocha Olímpica desde Barcelona 1992. Os Jogos Olímpicos Rio 2016 representam a 11ª participação da marca em um Revezamento, incluindo as edições de Verão e de Inverno. Na ocasião, a Coca-Cola foi parceira na implementação do primeiro Programa Internacional de Condutores, quando proporcionou que pessoas de outros países, inclusive o Brasil, pudessem conduzir a chama Olímpica ao lado de condutores do país anfitrião dos Jogos.

Sobre a Nissan no Brasil

A Nissan está no Brasil desde 2000 e opera hoje com mais de 160 concessionárias em todo o País. Produzindo em São José dos Pinhais, no Paraná, desde 2002, a Nissan investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu próprio Complexo Industrial, em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em 15 de abril de 2014 e tem a capacidade de produzir 200 mil carros – atualmente, o Nissan New March e o Nissan Novo Versa – e 200.000 motores por ano.

A Nissan do Brasil também é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A parceria contempla o fornecimento de cerca de 5.000 veículos de diversos tipos que irão atender às necessidades dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e do Time Brasil.

Sobre o Bradesco Esportes

O Bradesco é tradicional apoiador do esporte brasileiro e, consequentemente, se tornou patrocinador oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, nas categorias serviços financeiros e seguros; do Time Brasil e do Revezamento da Tocha Olímpica. O Banco apoia a realização dos Jogos Rio 2016 desde que a idade maravilhosa se candidatou para sediar a competição, ainda em 2008. O Bradescopatrocina também seis confederações nacionais: judô, basquete, esportes aquáticos, rugby, vela e remo.

spot_img
spot_img