14.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Pelo terceiro mês seguido, cesta básica de Florianópolis é a mais cara entre as capitais brasileiras

spot_img

Pelo terceiro mês seguido, cesta básica de Florianópolis é a mais cara entre as capitais brasileiras

spot_img

A cesta básica em Florianópolis custou R$ 340,76 no mês de setembro. O resultado a coloca como a Capital mais cara do Brasil de acordo com levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgado esta semana. Clique aqui para ver o estudo na íntegra.

Dos 13 produtos que compõem a cesta básica, cinco tiveram aumento em relação a agosto: carne (5,29%), leite (1,51%), arroz (1,17%), café (3,22%), e manteiga (1,07%).

A segunda cesta mais cara foi observada em São Paulo (R$ 333,12), seguida por Vitória (R$ 328,33). Os menores valores médios foram verificados em Natal (R$ 267,39) Salvador (R$ 263,63) e Aracaju (R$ 233,18).

Com base no custo apurado, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o DIEESE estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em setembro deste ano, o salário mínimo necessário deveria ser de R$ 2.862,73, ou seja, 3,95 vezes o mínimo em vigor, de R$ 724,00.

spot_img
spot_img

Leia mais