16.3 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Com projeto disruptivo, ateliê em SC lança bicicleta em madeira

spot_img

Com projeto disruptivo, ateliê em SC lança bicicleta em madeira

spot_img

Produto surpreende pela inovação, design e sustentabilidade

Não é à toa que Santa Catarina é referência no país quando falamos em inovação e empreendedorismo. A criatividade e a disruptura dos empreendedores se destacam novamente no conceito de uma bicicleta em madeira. Há dois anos, quatro jovens de Criciúma iniciaram o primeiro protótipo e a bicicleta Andicrose Triskel chega ao mercado com um conceito inovador, surpreendente, único e altamente sustentável. A Triskel é a única no mundo com garfo dianteiro comercialmente funcional em madeira.

A matéria-prima é o jatobá, com alta qualidade e resistência para perdurar por gerações. O produto só utiliza madeira de origem reconhecida pela Forest Stewardship Coucil (FSC), selo de manejo florestal verde mais rigoroso e renomado em todo o mundo.

“A Andicrose é fundamentada por três pilares: sustentabilidade, design e experiência. Desenvolvemos uma marca de bicicletas de alto padrão em madeira, que se propõe a elevar os padrões de qualidade, garantir uma performance surpreendente, e valorizar o cliente de maneira inesquecível”, explica o designer de produtos, Caio Mroninski, 23 anos.

“Chamamos o jatobá de ‘aço natural da floresta’. Escolhemos essa madeira nobre pela beleza e resistência mecânica e por ser oito vezes mais leve que o aço. Com menos de quatro quilos, o quadro em madeira possui excelente equilíbrio entre leveza e resistência. O conjunto completo pesa apenas 13,4 quilos”, explica o engenheiro Willian de Carvalho Goulart, 27 anos, formado pela UniSatc, universidade que possui o Centro Tecnológico que abriga a startup.

Conforme Goulart, a intenção de trazer um produto tão diferenciado e exclusivo ao mercado é também para provocar uma reflexão sobre a sustentabilidade. “Queremos promover uma conversa com a sociedade. Vimos a todo instante bicicletas de alumínio, aço e fibra de carbono e nós trouxemos para o mercado uma em madeira. Será que não conseguimos aplicar este conceito para repensar os materiais de outros produtos do nosso dia a dia? Criar produtos com materiais renováveis e de origem reconhecida? É com este propósito que idealizamos a Andicrose “, coloca.

Como surgiu a ideia

O primeiro protótipo da bike em madeira surgiu em 2016, batizada de Ecobike. “O empresário César Smielevski, em viagem pela Europa, conheceu algo semelhante e naquele momento, através de pesquisa acadêmica, foi elaborada uma primeira proposta”, conta Victor Ferro Mazzuco, 26 anos, também engenheiro mecânico e especialista em Inovação.

Um produto exclusivo

Uma das principais características é a singularidade. “ Os veios da madeira são únicos, o processo é artesanal e focado em cada cliente que adquire a bicicleta, por isso gravamos o nome do proprietário na Triskel e eternizamos nossos laços. É um produto para entusiastas e para aqueles que buscam algo e especial”, destaca Bruno Smielevski, 19 anos, graduando em engenharia mecânica pela Universidade da Flórida Central.

Mazzuco explica ainda que o sistema de transmissão por correia é extremamente silencioso, suave e limpo. “Não há utilização de óleo ou graxa, como nas bicicletas tradicionais, indo ao encontro do que a nossa marca entrega, conforto, design e sustentabilidade. Quem pedalar poderá conferir esta experiência incrível”, observa.

“O garfo de uma bicicleta é muito complexo. Nosso maior desafio na construção deste produto foi o desenvolvimento de uma peça mecanicamente funcional em madeira. Por ser uma peça que sofre muitos esforços, a engenharia precisou ir além e inovar”, reforça Willian de Carvalho Goulart.

Design, beleza e inovação

Pouco peso e muito design. Foi com esse propósito que o designer de produto Caio Mroninski deu sua contribuição ao projeto. “É um produto com grande potencial, beleza e inovação. A bicicleta é silenciosa e te convida a ouvir a natureza, é flexível e a madeira funciona como um amortecedor natural. O design harmônico do quadro se alinha aos veios da madeira e valoriza suas texturas. Além disso, o acabamento com óleo natural dá essa característica fantástica e une cuidado, paixão e dedicação. A intenção é só realçar a beleza natural da madeira”, conclui.

Sustentabilidade

A madeira certificada é uma das principais ferramentas no combate ao desmatamento. A bicicleta Andicrose Triskel possui pegada de carbono negativa, ou seja, consome mais CO2 do que é gerado durante o processo de beneficiamento e extraída por meio de técnicas de manejo florestal. Contribui para o desenvolvimento sustentável ambiental e socioeconômico, assim, sua extração não degrada o meio ambiente.

“Toda madeira da Andicrose é certificada desde o corte ao transporte, o que significa que não trabalhamos com madeira que corre risco de extinção ou ilegal. Quando o mercado mundial começou a corrida em direção à sustentabilidade, com destaque para o ESG, do inglês, Environmental, Social and Governance, já estávamos preparados para oferecer algo diferenciado ao mercado dentro desse propósito, de integração da geração de valor econômico aliado à preocupação com as questões ambientais, sociais e de governança corporativa”, complementa o empresário César Smielevski.

Para conhecer mais sobre a marca acesse https://www.andicrose.com/ ou Instagram @andicrose

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img