15.5 C
fpolis
terça-feira, julho 5, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Comércio prevê saldo positivo de 3% neste inverno na Capital

Comércio prevê saldo positivo de 3% neste inverno na Capital

spot_imgspot_img

Dia dos Pais e liquidações devem incrementar as vendas em Florianópolis nos próximos dias.

O cenário imposto pela crise econômica mundial, que atualmente mostra sinais de melhora, tem exigido criatividade e competência dos empresários lojistas para manter as finanças equilibradas. Em Florianópolis, a expectativa é de que os comerciantes encerrem a estação mais fria do ano com saldo positivo. “Esperamos um aumento de 3%, se comparado ao mesmo período de 2008”, comenta Osmar Silveira, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis.

O dirigente assinala que o inverno é curto na capital catarinense e, como as mercadorias são muito pesadas, a tendência é que os comerciantes aproveitem os próximos dias para se desfazer dos estoques. “Isso porque eles já estão se programando para as compras da coleção de primavera/verão”, assinala.

É o que confirma Ronaldo Ebbo Candeia, supervisor comercial da rede de lojas Cia do Homem. “A chegada do frio, em junho, resultou num acréscimo significativo das vendas. Contudo, em julho, a greve do transporte atrapalhou muito. Esperamos que o Dia dos Pais traga um bom retorno e, possivelmente, iremos trabalhar com alguma liquidação no final de agosto, para aumentar o faturamento”, afirma.

Recuperação – Segundo dados do SPC de Florianópolis, a inadimplência teve queda de 15% e a recuperação de crédito foi de 16% no mês de junho se comparado ao mesmo período de 2008. “Portanto, temos um saldo positivo de 1%, o que é muito bom”, comemora Marco Aurélio dos Santos, diretor de SPC da CDL de Florianópolis.

Ele ainda destaca que o volume de consultas no mês de junho aumentou bastante em decorrência do frio. O mês fechou com 20% a mais de consultas em relação a maio e 3% a mais em relação a junho de 2008. “É importante ressaltar que o volume de consultas não significa, necessariamente, vendas efetivadas, pois uma pessoa pode consultar sem comprar. Contudo, é possível afirmar que o movimento no comércio aumentou”, explica Marco Aurélio dos Santos, diretor de SPC da CDL de Florianópolis.

spot_img