16.6 C
fpolis
sexta-feira, setembro 24, 2021
cinesytem

Empresários avaliam prejuízos causados pela violência urbana, em reunião da FIESC

spot_img

Empresários avaliam prejuízos causados pela violência urbana, em reunião da FIESC

spot_img

Uma reunião realizada na sede da Federação das Industrias de Santa Catarina (FIESC), nesta quarta-feira, 18, mostrou que os empresários percebem o Estado de Santa Catarina como pouco seguro, que o ambiente piorou nos últimos anos e que os investimentos em segurança pública são insuficientes. Além disso, o encontro revelou que os investimentos das empresas em segurança vêm crescendo. O tema foi debatido com o secretário de Estado da Segurança Pública, César Grubba. As informações são da Assessoria de Imprensa da Fiesc.

O secretário relatou os investimentos que o governo do Estado vem fazendo na área. Citou a ampliação do efetivo policial, com a formação e contratação de pessoal, embora tenha reconhecido que é elevado o número de militares que entraram para a reserva e de policiais civis que se aposentaram. Destacou a existência de cerca de 100 obras de recuperação ou ampliação de edifícios ligados ao sistema de segurança. E falou também do aumento de videomonitoramento nas cidades. 

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, destacou que a segurança pública está na pauta de preocupações dos empresários e se incorporou ao Custo Brasil. "Já há um percentual do custo das empresas que é em decorrência do aumento da violência e da criminalidade", afirmou. Além disso, o empresário disse que a violência é um fator de restrição a investimentos no País.
 

spot_img
spot_img

Leia mais