15.6 C
fpolis
quinta-feira, outubro 21, 2021
cinesytem

Entidade internacional entrega plano estratégico para a mobilidade urbana de Florianópolis

spot_img

Entidade internacional entrega plano estratégico para a mobilidade urbana de Florianópolis

spot_img

O prefeito Cesar Souza Jr. recebeu na tarde desta quinta-feira, 7, o presidente da Embarq Brasil, Luís Antônio Lindau, que veio entregar os resultados do alinhamento estratégico, feito para Florianópolis, nos termos do projeto do PAC-50, o Pacto da Mobilidade, dentro do qual a cidade já tem assegurados R$ 750 milhões para obras de infraestrutura urbana. O estudo foi realizado após o workshop, “Alinhamento Estratégico para Projetos de Mobilidade”, realizado no mês de março e promovido pela Secretaria Municipal de Obras, em parceria com o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), a Secretaria de Mobilidade Urbana e a Embarq. As informações são da Secretaria de Comunicação da Prefeitura da Capital. 

 A Embarq é uma entidade internacional sem fins lucrativos que auxilia governos e empresas no desenvolvimento e implantação de soluções sustentáveis para os problemas de mobilidade e desenvolvimento urbano, e com quem o governo de Florianópolis assinou termo de cooperação técnica. Ela contribui para diminuir a emissão de gases de efeito estufa, reduzir a poluição, aumentar a segurança viária, melhorar a saúde da população e criar espaços públicos seguros, acessíveis a todos e agradáveis ao convívio. Sua missão é promover soluções sustentáveis em transporte e mobilidade urbana para melhorar a qualidade de vida nas cidades brasileiras.

A primeira  obra a ser feita para melhoria da mobilidade é o anel viário com corredor exclusivo para ônibus, cujas obras já foram iniciadas na avenida Beira-mar Norte. O anel viário terá 17 km e contornará região central, passando pelo Ticen, Beira-mar Norte, Trindade, Pantanal, Saco dos Limões e Prainha.

Entre as melhorias, o projeto prevê melhoria nas calçadas ao longo da via, sistema de controle de semáforo integrado (ITS), sinalização horizontal e vertical, faixa para pedestres e abrigos de passageiros. O prazo para conclusão do anel viário é de três anos. As obras – que contam com recursos municipais, estaduais e federais, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – estão orçadas em crca de R$ 150 milhões.

 Além do anel viário, Florianópolis tem previstas as seguintes obras de mobilidade: a execução da via alimentadora do corredor Insular Norte; a execução dos terminais do corredor Insular Sul; o corredor Insular Leste e alimentadoras; o corredor de integração ao anel viário central; o corredor metropolitano Norte; o corredor Continental Sul, Norte e alimentadoras; implantação e qualificação de corredores de ônibus, visando à melhoria no transporte público.

O prefeito agradeceu pelos estudos apresentados pela Embarq Brasil e solicitou reuniões semanais para o acompanhamento e implantação do projeto de mobilidade.

spot_img
spot_img