16.1 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Entre fios, linhas e memórias: a história de uma das maiores indústrias têxteis do país

Entre fios, linhas e memórias: a história de uma das maiores indústrias têxteis do país

spot_imgspot_img

Uma empresa de tradição familiar, que vem investindo em novos processos para ampliar mercado. Genuinamente brasileira e fundada por descendentes de imigrantes europeus, a Altenburg vem construindo sua história no mundo, ao exportar para mais de 30 países nas últimas três décadas.

Uma história de empreendedorismo, que nasceu da necessidade para o sustento de uma família. Em 1922, Johanna Altenburg, viúva, iniciava em sua residência, na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, a produção artesanal de acolchoados. Das mãos de uma mãe batalhadora nasceu os primeiros acolchoados e travesseiros confeccionados com algodão, lã de carneiro e penas de ganso. Atendendo a pequenas encomendas, o zelo de Johanna conquistou a comunidade do entorno. A qualidade dos acolchoados persistiu no pós-guerra, quando a pequena fábrica fundada em Blumenau ganhou um novo impulso. Em 1946 seu filho Arno assumiu o empreendimento, ao lado de sua esposa Anna. Com o objetivo de impulsionar o crescimento da empresa, que ganhava espaço no sul e sudeste do país, o jovem casal realizou as primeiras ampliações do parque fabril, adquiriu maquinário especializado e, em 1969 inaugurou a primeira loja, anexa ao parque fabril existente na época.

A partir de 1970, Rui Altenburg, o filho mais jovem de Arno e Anna, iniciou a jornada de ampliar o negócio e perenizar o legado de sua família. A inovação e a busca por novos produtos sempre foram predominantes em sua gestão. Rui relembra que a Altenburg foi a primeira empresa a trazer ao Brasil roupas de cama com tratamento Easy Care, que dispensam a utilização do ferro de passar. A empresa também foi ganhadora de um importante prêmio nacional de sustentabilidade em 2010 com o lançamento do travesseiro Ecofriendly, com recheio de fibras derivadas de garrafas PET. Atualmente se utiliza mais de 150 milhões de garrafas PET na produção de travesseiros, edredons e também na fabricação de painéis termo acústicos, produtos importantes para inovação e sustentabilidade das construções. Neste ramo de construção civil o grupo atua com a marca Ecofiber, que também atende o mercado moveleiro.

A persistência e o desprendimento para ousar sempre foram os combustíveis que moveram as ações do presidente da empresa. Contrariando todos os movimentos do mercado, a Altenburg modernizou a linha de produção e diversificou o portfólio de produtos. Esse investimento assertivo teve como primeiro grande marco a aquisição de duas novas Unidades, instaladas às margens da BR 470, na cidade de Blumenau. A Unidade I foi adquirida em 1986 e a Unidade II, que concentra em seu espaço o primeiro Outlet da marca, entrou em operação no ano de 2002.  

Quando Arno e Anna confiaram a administração da Altenburg à terceira geração da família, Rui somava pouco mais de vinte anos de idade. Apesar de jovem, conhecia o negócio como ninguém, pois cresceu dentro da fábrica. “Inicialmente só fabricávamos acolchoados, que são os edredons de hoje. A produção era muito sazonal no inverno. Lógico que também fabricávamos travesseiros, mas não para comercializar em grande escala. Para conseguir nivelar o faturamento foi preciso investir, inovar, trazer ao mercado colchas e artigos leves que também pudessem ser usados em outras estações do ano. A partir disso, passamos a ter uma fabricação mais intensa de travesseiros. Primeiramente de travesseiros de algodão, depois entramos com o travesseiro de fibras sintéticas e com isso já conseguimos maior equilíbrio. Depois nós iniciamos com as roupas de cama e agora a mais de uma década com a coleção de toalhas de banho também”, destaca.

Semelhante a Rui, seus filhos que representam a quarta geração da família cresceram acompanhando os grandes marcos da fábrica. A criação de uma holding de negócios no ano de 2004 anunciava o início da trajetória profissional constituída por Danielle, Tiago e Gabriel. Tiago assumiu a Área de Projetos em 2007, após conclusão da sua formação em Engenharia Industrial Têxtil no SENAI-Cetiqt (RJ). Em 2009 foi a vez de Danielle, recém-chegada da Itália onde estudou gestão de marcas e moda. A primogênita de Rui dirigiu o projeto de criação da primeira Altenburg Store em São Paulo, iniciando o sonho de ampliar a rede de lojas. Seguindo o caminho traçado pelos irmãos, Gabriel ingressou em um projeto de trainee em 2010, tendo a oportunidade de conhecer de perto e atuar em todos os setores da empresa. Atualmente cuida do programa “Bem mais Sustentável”, projeto que visa agrupar as iniciativas de sustentabilidade da empresa alinhadas ao propósito de ampliar o bem-estar na vida das pessoas. Nestes últimos 15 anos, em que pai e filhos administram o negócio, a Altenburg deixou de ser somente uma indústria para atuar também no varejo. Atualmente são 14 lojas próprias e a marca está presente em mais de 10 mil pontos de venda por todos os estados brasileiros.

O neto de Johanna anunciou que já tem o nome do seu sucessor e que já vem o preparando há 15 anos. Tiago Altenburg será o novo presidente da companhia e deve assumir durante o ano de 2022.

Com a mudança, Rui passará a presidir o Conselho Consultivo. “A sucessão não é um evento, mas um processo, e tivemos tempo de construir uma relação diferente dentro da empresa. Dentre as prioridades da nova gestão destaca-se: desenvolver novas lideranças, ampliar a automação e digitalização de processos, aumentar a inovação em produtos e ampliar a nossa rede de lojas. Nestes 15 anos de Altenburg aprendi que cada coisa acontece ao seu tempo. Paciência e resiliência são características importantes para ser um continuador e perpetuar o legado do meu pai, avós e bisavó”, diz Tiago.

Mirando no futuro, Tiago avalia com otimismo o cenário atual. “São muitos os desafios e estamos preparados. Acredito firmemente em nosso propósito e sua conexão com o novo consumidor, mais conectado e ávido por produtos que proporcionem experiências positivas; Isso tudo, com respaldo financeiro. Nos últimos anos temos registrado um crescimento na ordem de 10 a 15%, a receita anual do grupo ultrapassou os 610 milhões em 2021. Existe um estudo para ampliação da rede de lojas, bem como trabalhamos num e-commerce B2B, com a solidez de mais de 10 anos da nossa operação do B2C”, comenta. O continuador, como Rui prefere chamar o seu sucessor, diz que o maior desafio será mesclar a avidez da juventude com o legado e sonhos que Rui Altenburg deixará para futuras implementações. “Além disso, a internacionalização da marca, que hoje já exporta para mais de 30 países, é um dos grandes passos a médio prazo”, finaliza Tiago Altenburg.

Crédito das fotos: divulgação

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img