17.2 C
fpolis
sexta-feira, setembro 24, 2021
cinesytem

Governo lança programa de bolsas universitárias e proposta de atualização curricular para educação básica

spot_img

Governo lança programa de bolsas universitárias e proposta de atualização curricular para educação básica

spot_img

O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, lançaram na manhã desta sexta-feira, 13, duas medidas para a promoção da educação catarinense: o Uniedu, programa de bolsas de estudos para cursos universitários; e a proposta de atualização curricular para a educação básica em Santa Catarina. O ato foi realizado no gabinete do governador. As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado.

Em 2013, até novembro, o Estado liberou R$ 94,9 milhões em bolsas de graduação e pós-gradução, valor que deve superar os R$ 100 milhões até o final deste mês. Os recursos são liberados por diferentes programas estaduais voltados para estudantes com histórico escolar em rede pública e considerados economicamente carentes. Agora, estes recursos serão centralizados pelo Uniedu, facilitando a divulgação junto aos estudantes, mas mantendo a autonomia das universidades na seleção dos alunos beneficiados.

O Uniedu
Trata-se do Programa de Bolsas de Estudo da Educação Superior de Santa Catarina, criado com o objetivo de dar unidade institucional a todos os programas de bolsas de estudo desenvolvidos atualmente pela Secretaria de Estado da Educação. O programa permitirá realizar em um único cadastro geral a solicitação dos benefícios pelos acadêmicos e a divulgação dos contemplados nas diversas regiões do Estado.

O secretário Eduardo Deschamps explica que, em breve, será lançado um portal virtual para o Uniedu, onde os alunos poderão fazer suas inscrições com o número de matrícula. As universidades farão a seleção dos beneficiados com as bolsas de estudo e os resultados serão divulgados no mesmo portal. O modelo entra em vigor já no início do próximo ano letivo.

Atualização curricular

O objetivo do governo do Estado é reorganizar o currículo da educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio) e profissional com a participação dos educadores de todas as redes em todo o processo. Também estão envolvidas as instituições de educação superior do Estado, provocando a reflexão dos currículos das licenciaturas. Ao final, serão produzidos cadernos curriculares por áreas do conhecimento. Os documentos serão publicados e distribuídos a todas as escolas de Santa Catarina, independentemente da rede.

Serão 250 profissionais envolvidos diretamente na produção dos cadernos curriculares, sendo 220 profissionais da educação básica e 30 professores mestres e doutores. Os investimentos somam R$ 2,49 milhões.

Até fevereiro de 2014, serão promovidos encontros preparatórios com a equipe técnica e professores. Entre fevereiro e julho, ocorrerão seminários presenciais e virtuais com educadores e todo o Estado. E entre agosto e outubro, serão feitas a revisão e a publicação dos cadernos curriculares. Os cadernos deverão estabelecer os direitos à aprendizagem e ao desenvolvimento, relacionados aos conceitos de cada área do conhecimento, indicando os

spot_img
spot_img

Leia mais