24.9 C
fpolis
quarta-feira, janeiro 19, 2022
cinesytem

Investimento federal tem ajudado pequena empresa inovadora a crescer

Investimento federal tem ajudado pequena empresa inovadora a crescer

spot_img

Aporte em dois empreendimentos de Santa Catarina, mais de R$ 2 milhões em subsídios para o desenvolvimento de produtos inovadores

Os investimentos do governo federal para a área de inovação têm ajudado pequenas empresas de base tecnológica instaladas na incubadora MIDI Tecnológico de Florianópolis a crescer. A PROGIC e a MCA são exemplos de que apoiar grandes ideias pode ser um retorno rentável para o Estado no futuro.

Juntas as empresas tiveram aprovados, em dois anos, mais de R$ 2 milhões em subsídios para o desenvolvimento de produtos inovadores. “É um grande incentivo às pequenas empresas, pois os recursos agilizam em muito o processo de desenvolvimento ou melhoria de um serviço ou produto”, salienta Douglas Pesavento, sócio da MCA.

A empresa, que é especializada em monitoramento e supervisão de processos, recebeu R$ 500 mil em conjunto com outras duas empresas e a Fundação Certi, todas de Santa Catarina, em um edital da Finep para apoio a micro e pequenas empresas (MPEs) para desenvolver o Sistema Supervisório (ScadaBR).

De acordo com Pesavento, o investimento federal pode ser considerado uma troca. “O governo investe na nossa empresa liberando esses recursos e nós procuramos gerar mais renda e emprego, de forma a retornar o valor investido para a sociedade”, avalia.

A MCA foi, também, contemplada com R$ 200 mil pelo CNPq, em 2008, por meio do edital de apoio para recursos humanos em empresas inovadoras para desenvolver o SensorWEB – plataforma para monitoramento remoto de sensores eletrônicos via internet. O que, segundo Pesavento, será estratégico para o crescimento de sua empresa, pois pequenos empreendimentos “dependem muito de RH”. As metas do executivo não param por aí. “Estamos buscando por novos editais para conseguir recursos de comercialização dos produtos e para infra-estrutura de equipamentos”, diz.

Já a PROGIC está entre as contempladas do programa de Subvenção Econômica 2008 desenvolvido pela Finep. O aporte aprovado é de R$ 1,3 milhão para a empresa desenvolver o HandVision, equipamento que permitirá aos cegos utilizarem o tato para observar o ambiente.

Para Igor Gavazzi Vazzoler, sócio da empresa, a subvenção é um instrumento importante não só para empresas inovadoras, mas para empresas de tecnologia em geral. “Este é um setor estratégico para o país, pois gera produtos e serviços de valor agregado, movimenta muito dinheiro, emprega mão-de-obra especializada e bem remunerada”, avalia. Ele acredita que esses fatores sozinhos têm potencial para causar um grande impacto no desenvolvimento econômico e social do Brasil.

Vazzoler ainda dá a dica para quem quer ter sucesso nesses editais.
“Recomendoa quem estiver escrevendo o projeto que se coloque no lugar do agente avaliador e tente descobrir quais seriam, do ponto de vista dele, os pontos fortes e fracos do seu projeto”, indica. Ele sugere, também, que na estruturação do plano, a empresa procure minimizar os pontos fracos falando sobre eles e mostrando que existe consciência de que eles existem, além de deixar claro que esses pontos fracos deixarão de existir no futuro. Outra sugestão é para que se “maximize” os pontos fortes para compensar os fracos.

Produtos

O HandVision foi projetado pela PROGIC para ser portátil e leve, de modo que possa ser carregado junto ao corpo. O sistema vai capturar imagens com uma micro-câmera e as processar de modo a selecionar apenas os detalhes mais relevantes do ambiente. A imagem filtrada será remetida a um aparelho portátil mecânico. Ao posicionar a mão nesse aparelho, o cego sentirá pequenas vibrações que vão representar a imagem captada pela micro-câmera, ou seja, será possível “ver com o tato”.

ScadaBR é um Sistema para Aquisição de Dados e Controle Supervisório desenvolvido sob licença de software livre e capaz de comunicar-se com diversos sensores, máquinas e sistemas, oferecendo acesso a dados históricos e em tempo real.

SensorWEB é uma plataforma de instrumentação virtual e telemetria baseada no modelo de software como serviço, conectando sensores e equipamentos de medição à internet. É uma solução completa, que abrange desde o transdutor (medição) até a interface de visualização (monitoramento remoto), que poderá ser acompanhada pela internet.

As empresas

A Progic é uma microempresa de tecnologia que desenvolve produtos eletrônicos com aplicações de vídeo e áudio para incrementar o portfólio de seus clientes. A MCA Desenvolvimento de Sistemas Industriais desenvolve e fornece soluções inovadoras para monitoramento e supervisão de processos.

Elas são ligadas ao MIDI Tecnológico, incubadora de empresas mantida pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae-SC) e gerenciada pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), considerada a melhor incubadora de base tecnológica do Brasil pelo Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador 2008.

spot_img
spot_img