15.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 16, 2021
cinesytem

Lançamento do Catálago Casa na próxima terça-feira no Café Cultura

spot_img

Lançamento do Catálago Casa na próxima terça-feira no Café Cultura

Na próxima terça-feira, dia primeiro de março, será lançado o catálogo da Casa, de Lucila Vilela, exposição realizada em outubro de 2010, em Florianópolis. O catálogo, que será distribuído gratuitamente, organizado pelo crítico Victor da Rosa e pela própria artista, conta com quatro textos maiores e com uma série de anotações sobre os cômodos da Casa escrita por diversas pessoas que visitaram a exposição. A concepção visual da publicação foi realizada pelo artista Zé Lacerda e todas as fotografias são da autoria de Cristiano Prim. O lançamento será no Café Cultura do Centro, em Florianópolis, a partir das 18h.

SERVIÇO:

O quê: Lançamento do catálogo CASA – expo de Lucila Vilela
Quando: terça-feira, 01 de março
Horário: das18h às 21h
Onde: Café Cultura, Praça XV de novembro, 352
Quanto: o catálogo será distribuído gratuitamente
Mais informações:
(48) 8447-9368 Lucila Vilela
(48) 9918-7626 Victor da Rosa


APRESENTAÇÃO: A CASA: MODO DE USAR

O esforço que empreendemos na organização deste catálogo, afinal de contas, é um esforço paradoxal: como será possível fixar uma exposição que aposta sobretudo na instabilidade? Diante do paradoxo, então, além de uma lista com as principais informações, buscamos oferecer também uma idéia – ainda que parcial e rarefeita – de como foi a vida na Casa durante os dias em que permaneceu aberta, em outubro de 2010.

O catálogo conta com alguns textos críticos, refletindo a exposição segundo diferentes abordagens, e com uma série de pequenos depoimentos que sugerem apreensões mais rápidas e fugidias; as fotos, por sua vez, retratam os vídeos e as performances, mas também a presença do público e mesmo as pequenas situações que não podem se repetir; ainda, foi criada uma seção justamente para dar notícia sobre algumas intervenções (previstas e imprevistas) realizadas por outras pessoas que passaram a fazer parte da exposição; enfim, uma receita da sopa de abóbora pode fazer o leitor imaginar que nem tudo na Casa era arte. Esperamos que este catálogo seja, portanto, além de um documento de cultura, também um meio de experiência.

Sendo a Casa uma experiência essencialmente coletiva, fazemos questão de agradecer a todos aqueles que contribuíram tanto para a realização da exposição – antes, durante e depois de sua abertura – quanto para a finalização deste catálogo. A realização do projeto Casa foi possível graças ao Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, lançado pela Fundação Catarinense de Cultura, em 2009.

spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img