19.2 C
fpolis
terça-feira, setembro 28, 2021
cinesytem

Legião estrangeira chega forte para o Ironman Brasil 2009

spot_img

Legião estrangeira chega forte para o Ironman Brasil 2009

spot_img

Na condição de uma das seletivas única da América Latina – para a final do Mundial Ironman, no Havaí, o Ironman Brasil vai se destacando por reunir algumas das grandes feras do circuito. Em sua nona edição em Florianópolis (SC), a disputa, programada para o dia 31 de maio, a partir das 7h, em Jurerê Internacional, continua atraindo destaques entre os profissionais.

Confirmados para este ano estão alguns nomes fortes da modalidade, como os argentinos Eduardo Sturla, bicampeão, e Oscar Galindez, com três títulos na prova, o checo Petr Vabrousek, e as norte-americanas Heather Golnik, com cinco títulos em provas Ironman, Dede Grisbauer, vice-campeã em Floripa em 2007, e Laura Jensen, cinco vezes top 5 no Havaí.

No masculino, a hegemonia na capital catarinense tem sido estrangeira, com o topo do pódio nas oito edições realizadas. O melhor resultado nacional foi obtido por Reinaldo Colucci, em 2007, quando terminou em segundo lugar. Para a edição 2009, Eduardo Sturla e Oscar Galindez aparecem, mais uma vez como favoritos. Sturla venceu em 2001 e no ano passado e chega embalado por uma temporada bastante positiva. Oscar, por sua vez, tem três títulos, 2003, 2006 e 2007, e seu último grande resultado foi o vice no Ironman 70.3, em Clearwater (EUA).

O checo Petr Vabrousek é bastante conhecido do público nacional em razão de suas várias participações. Em seu currículo figuram o terceiro lugar no Challenge da Nova Zelândia e no Ironman da África do Sul, além do quinto lugar no Ironman da Malásia. É, sem dúvida, mais um importante nome na competição deste ano.

No feminino, as estrangeiras não dominam, já que a brasileira Fernanda Keller tem duas conquistas (2004/2008). Mesmo assim, para este ano estão confirmadas três feras dos Estados Unidos. São elas Dedé Grisbauer, vice-campeã em 2007 e duas vezes top 10 no Havaí, em 2007 e 2008; Heather Golnick, que soma cinco títulos em provas do circuito e no ano passado venceu o 70.3 de Pucón, o TNT Half Marathon e o Clermont Half Marathon, além de ser vice no Ironman CDA e Ironman de Lousville; além de Laura Jensen, cinco vezes top 5 no Havaí (vice-campeã em 2004 e 2005, terceira em 2006, e quinta em 2007).

Uma das atrações do Ironman Brasil é justamente sua premiação, uma das maiores do país. São US$ 50 mil distribuídos entre os dez melhores profissionais no masculino e feminino. Nas categorias amadoras, os três primeiros colocados recebem troféus, sem falar que todos os inscritos que terminarem dentro do limite de 17 horas receberão uma medalha e uma camiseta de finisher. Os campeões garantirão US 8 mil, enquanto os vice-campeões ficarão com U$ 5 mil, e os terceiros colocados U$ 4 mil.

Link relacionado
http://www.ironmanbrasil.com.br

spot_img
spot_img

Leia mais