20.7 C
fpolis
sexta-feira, dezembro 3, 2021
cinesytem

Mais dois filmes confirmados no Florianópolis Audiovisual Mercosul 2013

spot_imgspot_img

Mais dois filmes confirmados no Florianópolis Audiovisual Mercosul 2013

spot_img

Mais dois longas foram confirmados para as sessões noturnas do Florianópolis Audiovisual Mercosul-FAM 2013: “La Niña de Maracaibo”, filme venezuelano de Miguel Curiel; e “A Casa Elétrica”, uma coprodução Brasil/Argentina dirigida por Gustavo Fogaça. O FAM celebra este ano a sua 17ª edição e será realizado no Centro de Cultura e Eventos da UFSC entre 14 e 21 de junho deste ano

Agora, já são seis os filmes agendados, faltando apenas dois para completar a grade. Além do catarinense “Rendas no Ar”, que fará na abertura do FAM a sua pré-estreia, os outros três filmes já garantidos na mostra são: o uruguaio “Tanta Água”, das estreantes Ana Guevara e Leticia Jorge, e os brasileiros “Cores”, dirigido por Francisco Garcia, e “Nove Crônicas para um Coração aos Berros”, do diretor Gustavo Galvão.

A edição deste ano do FAM destacará o cinema da Venezuela, mais novo integrante do grupo de países que compõe o Mercosul. Além de “La Niña de Maracaibo”, o país será homenageado como tema da Mostra “Outros Olhares”, que ocorre durante o FAM (normalmente nas tardes de sábado e domingo) e que servirá para trazer a produção da sétima arte daquele país para os olhos do público daqui.

SINOPSES

La Niña de Maracaibo – Drama. Venezuela. 2012
É uma história de amor proibido entre Gamero (Daniel Alvarado) e Chiquinquirá (Karina Velasquez), que decidem viver uma aventura apaixonante para arriscar a própria vida e contradizendo a cultura Wayuu. Gamero busca a proteção de um detective espanhol chamado Alatriste para passar por um labirinto de símbolos e significados, mas apodrece sob a sombra de um pequeno cargueiro cheio de misteriosas bananas.
Diretor: Miguel Curiel
Elenco: Daniel Alvarado, Karina Velásquez e Azier Hernández
Fonte: http://www.elescaparate.com.ve/2011/07/la-nina-de-maracaibo-presente-en-su-tierra/

A Casa Elétrica – Drama. Brasil / Argentina. 2011
A primeira fábrica de gramofones da América Latina, A Casa Electrica, tem uma história de conquistas e sonhos, na qual o embrião da cultura da América do Sul nasce das mãos do imigrante italiano Savério Leonetti.
Diretor: Gustavo Fogaça
Elenco: Nicola Siri, Jean Pierre Noher, Carmela Paglioli, André di Mauro e Juan Arena
Fonte: www.pandafilmes.com.br

spot_img
spot_img