20.3 C
fpolis
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Mostra[dois] segue até 21 de outubro no Museu da Escola

Mostra[dois] segue até 21 de outubro no Museu da Escola

spot_img

Com o tema A entropia das coisas, a Mostra[dois] reúne, no Museu da Escola Catarainense, os trabalhos de 11 artistas selecionados. A exposição coletiva, que segue até 21 de outubro, é parte da programação da Semana Ousada de Artes, uma produção conjunta UDESC e UFSC.

Na mostra, estão expostos os trabalhos de Ana Clara Joly, Bruno Ropelato, Claudia Lira, Ghiza Rocha, Gibran Romão, Jorge Miguel, Leandro Serpa, Lili Barbon, Maximiliam Tommasi, Priscilla Menezes e Zero Grupo de Arte Contemporânea. Os curadores Francine Goudel e Giorgio Filomeno falam sobre a exposição, cujo tema remete ao estado de desordem das coisas:

“Nas artes, o termo entropia foi aplicado para conceituar diversos procedimentos contemporâneos. Questões sobre as concepções matéricas, sobre o espaço da obra e seu entorno, as explorações das percepções e sensações do espectador, os trânsitos e as barreiras entre significados e significantes, o engano, o engodo, o trompe l’oeil, enfim, tudo aquilo que cause instabilidades e questionamentos nas referências e entendimento do público.

São proposições conectadas sob o signo do caos ou através desta tendência dispersiva da natureza entrópica: uma mesa de jantar que nunca se organiza (imagem que serviu de gatilho para nosso pensamento entrópico), o trajeto errático de uma bola de futebol durante a partida, um corpo em desequilibrio e queda, a apropriação e empilhamento na composição de sons e imagens em movimento, a pintura gestual, a conexão em rede do artista com seus próximos, a repetição serial de porções do corpo do artista em diferentes estados projetados, vividos ou imaginados ou um jogo de presença e ausência na re-significação de objetos cotidianos.

Relações nítidas de uma instabilidade na ação, fatura, poética ou processo e a sutileza que re-apresenta o que tende a ser o caos que nos envolve.”

Ficha técnica

Artistas: Ana Clara Joly, Bruno Ropelato, Claudia Lira, Francis Pedemonte, Ghysa Rocha, Gibran Romão, Graciela Kruscinski, Jorge Luiz Miguel, Leandro Serpa, Lílian Barbon, Maximilian Tommasi, Priscilla Menezes e Zero Grupo
Curadoria: Francine Goudel e Giorgio Filomeno
Projeto Educativo: Júlia Pinto
Mediação: Gabriela Caetano

Serviço

O que: Exposição A entropia das coisas
Quando: 21 a 25.09, das 9h às 19h
28.09 a 21.10, das 14h às 18h
Onde: Museu da Escola Catarinense (Rua Saldanha Marinho, 196 – Centro)
ENTRADA FRANCA

spot_img
spot_img