25.4 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

Multinacional japonesa Mitsui adquire participação na Camerge, empresa catarinense especializada em gestão de energia

spot_img

Multinacional japonesa Mitsui adquire participação na Camerge, empresa catarinense especializada em gestão de energia

spot_imgspot_img

Com a Mitsui como sócia, a Camerge se prepara para mudanças no marco regulatório do mercado livre de energia brasileiro, e prevê expandir atuação, inicialmente, nas regiões sudeste e nordeste

A multinacional Mitsui & Co., um dos maiores conglomerados do Japão, adquiriu uma participação na empresa catarinense Camerge, que atua há 15 anos no mercado livre de energia. A participação da Mitsui marca uma nova fase na história da Camerge, que, às vésperas de uma mudança no marco regulatório do mercado livre de energia no Brasil, prevê a chegada de novos clientes e prepara um plano de expansão expressivo.

“A entrada da Mitsui representa uma consolidação da Camerge no mercado: agora, passamos a atuar com ainda mais destaque”, declara Cristiano Tessaro, CEO da Camerge. “Participar do ecossistema Mitsui é estar em um dos maiores grupos empresariais do mundo, e, com isso, a Camerge ganha visibilidade e também acesso a grandes clientes, com a abertura de portas juntos a novos nichos de atuação. Em um primeiro momento, estaremos focados nas regiões sudeste e nordeste, mas queremos expandir por todo o Brasil. Miramos triplicar o número de unidades atendidas já no curto prazo.”

Tessaro destaca ainda que, para os clientes atuais, nada muda: “Vamos manter o mesmo DNA, com o cliente no centro da operação. Mas, claro, estando inseridos no universo Mitsui, a ideia é que nós possamos até mesmo apresentar novas soluções para os clientes lá na frente, no futuro”, ele afirma.

“Chegamos a essa parceria por identificarmos que compartilhamos uma visão de longo prazo para o setor de energia no Brasil e por entendermos que há uma sinergia de valores, inclusive com os negócios nos quais a Mitsui já investe no Brasil”, diz Yusuke Koike, CEO da Mizha, 100% subsidiária da Mitsui, como executivo de negócios da multinacional. “Isso tudo corrobora com os objetivos da Mitsui e com o plano de descarbonização de net zero que temos globalmente para até 2050.”

Noriaki Watanabe, Vice-Presidente Executivo da Ecogen, também 100% subsidiária da Mitsui, completa: “Essa aquisição representa um movimento importante para a Mitsui, que busca estar cada vez mais próxima do cliente final, além de investir em empresas que tenham compromisso com tópicos como sustentabilidade, inovação e ESG. O Brasil é um grande player global nesses quesitos, com mais de 80% da produção de energia elétrica proveniente de geração renovável, e acreditamos que a contribuição para a eletrificação do país será consistente com nossa visão de longo prazo.”

A Camerge oferece serviços de gestão e gerenciamento de energia, incluindo contratação, assessoria regulatória e software de medição online. A empresa atende uma ampla gama de clientes, desde supermercados até indústrias, e possui escritórios em Florianópolis (SC) e São Paulo (SP), somando um total de 50 colaboradores. A Camerge não comercializa energia, trabalhando apenas a gestão; representando Geradores de Energia, Produtores Independentes e Autoprodutores; realizando as interações necessárias com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e as distribuidoras locais; e facilitando o intermédio das transações.

Com abrangência nacional, a Camerge já faz a gestão de mais de mil ativos – sendo cerca de 800 unidades consumidoras e mais de 200 ativos de geração – em 18 estados; e, no ano passado, gerenciou 2,3 milhões de MWh, montante que equivale ao abastecimento de mais de 1,2 milhão de unidades consumidoras residenciais. Em 2022, a receita bruta da Camerge ultrapassou o valor de R$ 10 milhões, com 15% de crescimento anual em unidades geridas. Em 2022, a empresa acumulou mais de R$ 1 bilhão em economia na gestão de energia de seus clientes.

“A gestão de energia consiste em administrar de forma inteligente o desempenho da empresa no mercado livre”, explica Renan Bello, diretor de expansão da Camerge. “Nosso modo de administrar um plano de gestão de energia é almejando sempre potencializar os ganhos do cliente. Temos profissionais que conhecem e dominam as regras e os procedimentos de comercialização no mercado livre, e fazemos um atendimento personalizado. Estudamos o perfil de consumo individualmente e traçamos uma estratégia de contratação para que o consumidor possa ter o melhor retorno possível.” 

Mudanças na lei brasileira e Mercado Livre de Energia

Com a participação da Mitsui, a Camerge adquiriu recentemente a gestora de energia GoEnergy, como parte de sua estratégia de expansão e preparação para mudanças na legislação brasileira que entram em vigor em janeiro de 2024: a partir dessa data, todos os consumidores conectados em alta tensão poderão entrar para o mercado livre de energia, modalidade que permite a livre escolha dos fornecedores de energia elétrica, negociando diretamente com geradores e comercializadores.

O mercado livre existe no Brasil desde 1996, mas até agora as regras só permitiam a migração de grandes consumidores, com demanda acima de mil kW, ou 500 kW, no caso de fontes renováveis. Em setembro de 2022, o governo federal publicou uma portaria que permite a migração de todos os outros consumidores ligados em alta tensão. Já os consumidores em baixa tensão – como os residenciais e rurais – permanecem obrigados a comprar energia da distribuidora local. Até a metade de setembro, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mais de 5 mil consumidores já haviam encerrado seus contratos com as distribuidoras e preparavam a migração para o novo modelo.

Cristiano Tessaro, CEO da Camerge, destaca a importância da digitalização para atender aos novos clientes do mercado livre de energia, enfatizando o compromisso da empresa em investir em tecnologia e soluções inovadoras: “A Camerge tem hoje o melhor sistema de gestão do mercado. Temos investido muito em digitalização, e viemos nos preparando para a chegada dos novos clientes que vão entrar a partir de janeiro”, ele destaca. “Esse consumidor é digital e muito focado nos resultados, sem necessariamente o desejo de entender os conceitos por trás do mercado livre de energia. Ele precisa de um atendimento descomplicado e de respostas rápidas. Entendemos também que nosso aplicativo será a grande forma de comunicação entre a Camerge e os clientes.” Hoje, quase 15% da equipe Camerge está focada no desenvolvimento e aprimoramento do sistema.

Sobre a Camerge

A Camerge é uma empresa catarinense com foco exclusivo na gestão de energia, com 15 anos de experiência no mercado. A companhia oferece uma variedade de serviços personalizados, incluindo contratação de energia, medição online, assessoria regulatória, emissão de certificado de energia renovável; além do SiiG (Sistema de Inteligência e Informações de Gestão da Camerge), sistema exclusivo de gestão de energia com metodologias de cálculo capazes de gerar análises assertivas, além de acompanhamento com medição online e emissão de relatórios financeiros. Com escritórios em Florianópolis (SC) e São Paulo (SP), a Camerge faz a gestão de mais de mil ativos em 18 estados brasileiros, e gerenciou mais de 2,3 milhões de MWh no ano passado. Entre os clientes da Camerge estão grandes redes de supermercados, hospitais, universidades, e empresas ligadas às indústrias de móveis e madeiras, papel e celulose, tintas e esmaltes, plástico, têxtil, além de metalúrgicas, entre outros.

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais