18.7 C
fpolis
terça-feira, julho 5, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Obra que retrata a evolução de Florianópolis será lançada na Capital

Obra que retrata a evolução de Florianópolis será lançada na Capital

spot_imgspot_img

A primeira edição desta obra estava esgotada há 15 anos.

No próximo dia 15 de abril Eliane Veras da Veiga Pacheco lança na Livrarias Catarinense no Beiramar Shopping a segunda edição uma obra sobre a evolução da capital catarinense.

Florianópolis: Memória Urbana, um livro ilustrado com imagens e mapas e que pode ser considerado uma referência para o entendimento da arquitetura e do urbanismo da cidade, que estava esgotado há 15 anos, com interesse de público dedicado à arquitetura, urbanismo, turismo e história, entre outras áreas.

Em 416 páginas de texto, 178 fotos e 21 mapas o livro trata da evolução da cidade de Florianópolis, antiga Vila de Nossa Senhora do Desterro, entre os anos de 1750 e 1930. Dividido em oito capítulos, a primeira parte da obra trata da evolução do sistema viário e da aparência dos bairros, através da análise cartográfica e de relatos de cronistas de época. A segunda parte aborda a história dos principais edifícios de valor histórico e dos conjuntos urbanos mais antigos. “A obra descreve linguagens arquitetônicas e o processo de adensamento e de ocupação do triângulo central da cidade”, afirma Eliane.

“O objetivo dessa publicação é voltar a oferecer o assunto – evolução urbana e arquitetura histórica de Florianópolis – às novas gerações de estudantes (inclusive de pós-graduação), pesquisadores e professores, que vêm reclamando a ausência de exemplares desta obra nas estantes das livrarias, bibliotecas, centros de cultura, escolas e universidades, já que a primeira edição esgotou há 15 anos”, completa a autora.

A reedição proporciona condições de acesso a informações que versam sobre o aparecimento de ruas e praças, construção e história de edifícios, linguagens arquitetônicas, gerações de engenheiros e construtores, mudanças na paisagem e reflexões sobre a preservação do patrimônio cultural, atendendo inclusive aos pressupostos das Cartas Patrimoniais – documentos internacionais que regem a preservação cultural.

“O livro é um manancial de informações, que contribui para pensar e repensar a cidade histórica; e os técnicos e administradores que atuam em planejamento urbano, preservação da arquitetura e turismo encontram nele inúmeros subsídios para embasar as suas propostas. O cidadão encontra ali informações sobre ruas e edifícios que foram preservados, mas ainda não são conhecidos pela população em geral. A reedição desta obra traz, portanto, retorno à educação, à formação e à atuação prática no planejar, fazer e viver a cidade de Florianópolis”, conclui

Quando o livro Florianópolis – Memória Urbana foi lançado em 1993, foi aprovado por dois conselhos das editoras da UFSC e da Fundação Franklin Cascaes. O livro esteve entre os mais vendidos do gênero durante aquele ano e no seguinte, sendo, até a atualidade uma referência para o tema evolução urbana. O lançamento ocorrido na Feira do Livro de 1993 foi um record de vendas. Também foi um grande sucesso na Feira do Livro de Porto Alegre, no ano seguinte. A falta de exemplares nestes 15 anos levou agora à reedição da obra pela Fundação Franklin Cascaes Publicações.

Sobre a autora

Eliane Veras da Veiga Pacheco é paulista, Arquiteta e Urbanista e mestre em História, especialista em Arquivologia.. Professora universitária há 22 anos, atua na Fundação Cultural de Florianópolis, onde foi Coordenadoria de Patrimônio Cultural e desenvolve pesquisas históricas; participou da criação e gerenciou a Casa da Memória/Centro de Documentação do Município.

Para a autora, o apoio da família é fundamental para o desenvolvimento de todos os seus projetos. “Sempre tive os hábitos da leitura, cinema e teatro incentivados pelos meus pais. A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e o Mestrado em História cursados na UFSC foram opções minhas. Minha mãe é, ainda hoje, colaboradora fiel em minhas pesquisas e meu marido, arquiteto também, sempre contribuiu com fotografias e desenhos de mapas com muita qualidade”, afirma.

“Aprecio quase todo o tipo de música, mas na juventude, por força de uma criação familiar mais tradicional, ouvia muito mais música clássica do que popular. Há mais de 20 anos sou professora de História da Arte em universidades , o que me levou a ampliar as possibilidades de apreciação e gosto artístico e a ter sempre certo envolvimento com as artes, os artistas, conservadores e restauradores. Também trabalho com pesquisa histórica, documentação e memória na Casa da Memória – Centro de Documentação do Município, ligado à Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, o que me permitiu estar em contato com pesquisadores e escritores locais, um privilégio que procuro aproveitar”, completou.

Desde 1987 Eliane publica suas produções em livros, jornais, revistas e sites temas ligados à História da Arte e da Arquitetura. Destaques: Livro Florianópolis: Memória Urbana,. Guia Circuito Cultural de Florianópolis, Guia Ruas de Florianópolis,. Guia Digital Ruas de Florianópolis, Glossário de História da Arte e da Arquitetura, Acerca da História da Arte, Fortificações Catarinenses: introdução ao seu estudo. Transporte Coletivo em Florianópolis – origens e destinos de uma cidade à beira-mar, entre outros.

Sobre o evento

Florianópolis: Memória Urbana (Ed. Fundação Franklin Cascaes Publicações; 416 págs.; R$ 50,00) tem lançamento e sessão de autógrafos no próximo dia 16 de abril a partir das 19h30 na Livrarias Catarinense no Beiramar Shopping, Rua Bocaiúva, nº 2468, piso Joaquina, em Florianópolis. A entrada é gratuita. Mais informações: (48) 3271.6001.

spot_img