20.8 C
fpolis
sexta-feira, setembro 24, 2021
cinesytem

Cócegas com Heloisa Périssé e Ingrid Guimarães em Florianópolis

spot_img

Cócegas com Heloisa Périssé e Ingrid Guimarães em Florianópolis

spot_img

As apresentações acontecem neste final de semana no Teatro Pedro Ivo

A idéia da peça Cócegas surgiu a alguns anos atrás durante uma viagem que Ingrid Guimarães e Heloísa Perissé fizeram juntas e onde passaram a conversar sobre personagens próprios que já existiam e a criarem outros baseados na observação das pessoas comuns pelas ruas. Quando pisaram pela primeira vez no palco do modesto teatro Cândido Mendes, jamais poderiam imaginar que, o espetáculo iria se transformar numa verdadeira mania nacional. Sete anos de sucesso se passaram e cerca de 2.500.000 de pessoas já assistiram ao espetáculo, que além de já ter passado por quase todas as capitais brasileiras, esteve também por duas vezes em Portugal.

O espetáculo mostra nove esquetes com personagens e textos criados pelas duas atrizes que dão vida a diferentes mulheres do cotidiano: a professora de ginástica que representa a mulher ganhou o mundo mas carrega a casa nas costas, Leandra Borges a modelo anoréxica que quer alcançar o sucesso, as duas mulheres ‘cachorras’ a procura de homens, a evangélica, Tati a famosa adolescente que passa os dias reclamando da mãe e fofocando com as amigas, a mulher “encalhada” e as atrizes figurantes de programas infantis. Em cena, são dirigidas por cinco diretores que têm em comum o mergulho no universo do humor: Aloísio de Abreu (de Subversões e That’s all besteirol), Sura Berditchevsky (de Um peixe fora d’ água e Diário de um Adolescente Hipocondríaco), Luiz Carlos Tourinho (assistência de direção de D’ Artagnan e os Três Mosqueteiros e Romeu e Julieta) e Marcelo Saback (de A Dama e o Vagabundo e Futuro do Pretérito) dirigem cada um, dois esquetes. O diretor de TV Régis Faria dirige os vídeos e um esquete do espetáculo. “Pela primeira vez na história do teatro um espetáculo tem mais diretores que atores”, brinca Heloísa.

As estórias mostradas em Cócegas são muito engraçadas, porém tem uma visão profundamente crítica, sem ser um humor apelativo. “É como a própria sensação de cócegas, onde você ri se delicia com o humor, mas tem uma pontinha de incômodo, de questionamento” A dupla de atrizes se alterna em diferentes papéis e juntas encenam dois quadros hilários que fazem o ponto alto do espetáculo, assim como as cenas de improviso e participação da platéia.

Cócegas agrada o público de diferentes faixas etárias que constantemente volta para rever a peça. A peça acabou gerando muitos frutos tais como o livro “Os melhores momentos de Cócegas”, lançados pela Ed. Objetiva, o Dvd, e o filme longa metragem, em fase de pré-produção, além do espetáculo infantil Cosquinha, escrito e encenado pelas mesmas atrizes.

O espetáculo concorreu e ganhou vários prêmios ao longo destes anos tais como Prêmio Shell de Teatro e “Prêmio Qualidade Brasil”. O espetáculo tem uma ficha técnica de peso, com figurinos assinados por Kalma Murtinho e cenários de Clívia Cohen. A iluminação está a cargo de Aurélio de Simoni.

Dois personagens saíram da peça e já alcançaram sucesso na tv. A adolescente Tati que já passou pela Escolinha do Professor Raimundo e ganhou quadro no Fantástico e Leandra Borges a modelo que atualmente dá dicas de glamour no quadro “Manual da Modelo”, também no Fantástico. Cócegas foi montada na Argentina com grande sucesso e está sendo traduzida para o francês para ser encenada em Paris em 2009 com elenco local.

Cócegas no Teatro Pedro Ivo

Dias: sexta, sábado e domingo (30 e 31/07 e 01/08)

Horários: 21:00 Domingo 19:00

Classificação: 16 anos

Valores – R$ 70,00 R$ 35,00 meia entrada R$ 56,00 sócios Clube do Assinante – NÃO ACEITA CHEQUE – ingressos à venda na bilheteria dos teatros.

Mais informações:

http://www.teatropedroivo.sc.gov.br/

(48)3233-7229


spot_img
spot_img

Leia mais