23.1 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

Pela primeira vez Florianópolis recebeu um dos eventos de cirurgia bariátrica mais importantes do mundo

spot_img

Pela primeira vez Florianópolis recebeu um dos eventos de cirurgia bariátrica mais importantes do mundo

spot_imgspot_img

Durante 17 horas, médicos renomados realizaram 11 cirurgias transmitidas ao vivo direto da capital catarinense

Médicos de vários países voltaram as atenções para Florianópolis neste sábado, 16 de dezembro, durante o Bariatric Channel, evento mundial de cirurgias revisionais bariátricas on-line. Pela primeira vez em Santa Catarina e pela segunda no Brasil, o encontro reuniu cirurgiões bariátricos renomados que realizaram 10 cirurgias bariátricas revisionais e 1 robótica, transmitidas em tempo real em salas simultâneas. O evento terminou na madrugada deste domingo.

Em Florianópolis, o evento foi liderado pelo Dr. Nicholas Kruel, referência mundial na área que realizou a primeira cirurgia bariátrica do mundo com a técnica Sleeve por meio do robô Versus. No Bariatric Channel, foi ele também o cirurgião responsável pela cirurgia robótica. “O objetivo deste encontro é compartilhar a experiência da robótica com colegas de várias partes do mundo, disseminando os benefícios desta tecnologia para, assim, assegurar resultados ainda mais efetivos nas cirurgias e proporcionar mais saúde e qualidade de vida aos pacientes”, explica.

O evento, que aconteceu no Hospital de Caridade, teve duração superior a 17 horas, uma média de 1h40m por cirurgia. A bariátrica revisional é mais delicada do que a primeira operação, pois são dissecados tecidos previamente manipulados e, possivelmente, com aderências, o que exige muita capacidade técnica do cirurgião e apoio de equipe multidisciplinar qualificada.

A cirurgia bariátrica é uma técnica muito eficiente para o emagrecimento, mas é considerado normal se o paciente recupera de 5% a 10% do peso eliminado em dois anos. No entanto, em alguns casos os pacientes podem sofrer efeitos indesejados no pós-cirúrgico, ou voltar a ganhar peso (acima de 20% do que foi reduzido), o que precisa ser investigado e pode indicar a necessidade de uma cirurgia revisional para identificar alguma situação anatômica na bariátrica.

As possibilidades do reganho de peso e dores podem ser na anastomose (junção do estômago com o intestino) que está muito aberta, estômago muito alongado, ou síndrome Candy Cane – permanência de uma alça cega aumentada em que se acumula alimento, mas apenas o exame poderá dar o correto diagnóstico.

A revisional não é recomendada para os pacientes que, após avaliação, ficar comprovado que o aumento de peso, além do considerado normal, ocorreu por causas nutricionais ou psicológicas.

Segundo o Atlas Mundial da Obesidade, produzido pela World Obesity Federation (WOF), a obesidade deve atingir 41% da população brasileira até 2035 com impacto econômico na saúde estimado em US$ 19,2 milhões, cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB), o que reforça a importância da ampliação da cirurgia bariátrica como instrumento de tratamento da doença.

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais