22.6 C
fpolis
domingo, setembro 19, 2021
cinesytem

PM registra dois ataques na noite desta terça-feira em Florianópolis

spot_img

PM registra dois ataques na noite desta terça-feira em Florianópolis

Depois de duas semanas sem ocorrências relacionadas à onda de ataques iniciada no fim de setembro a ônibus, patrimônio da segurança pública – como viaturas, guaritas, delegacias e postos de guarda -, além de residências e veículos de soldados, a Polícia Militar (PM) voltou a registrar atentados em Florianópolis.

Na noite desta terça-feira, 21, um ônibus foi incendiado por volta de 20h24 na Rua Pedra de Listra, no bairro Saco Grande. O veículo, da empresa de transporte coletivo Transol, foi abordado por dois homens, segundo testemunhas.

Na sequência, os criminosos entraram no ônibus, mandaram as pessoas descerem, derramaram gasolina e atearam fogo. Segundo relatório da PM divulgado na manhã desta quarta-feira, 22, há indícios de que o crime tenha sido uma retaliação à apreensão dos 300 kg de maconha, ocorrido na semana passada.

Mais tarde, por volta de 23h44, na Rua Francisca Inês da Costa, bairro João Paulo, foi tomado de assalto o veículo Peugeot 307, cor prata, por dois homens que estavam em uma motocicleta e renderam a vítima quando esta entrava na garagem.

Logo em seguida, foi gerada outra ocorrência, desta vez na Rua Manoel Libânio da Costa, também no bairro João Paulo, sobre um veículo incendiado. Guarnições foram até o local e constataram que se tratava do Peugeot 307.

Balanço

A Capital do Estado agora soma 23 ocorrências relacionadas aos ataques criminosos – de um total de 142 em 32 municípios catarinenses. Palhoça segue com 11 e São José, com 7.

Antes desta terça-feira, a última ocorrência havia acontecido por volta das 4h42 do domingo de eleição, dia 5, quando uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi incendiada na rua Hipólito Gregório Pereira, bairro Canasvieiras, Norte da Ilha. A Mitsubishi Pagero Sport estava estava estacionada no pátio de um condomínio e ficou completamente destruída. Ninguém ficou ferido.

Prisões

No dia 9, a PM prendeu em Florianópolis cinco suspeitos de envolvimento com a onda de ataques criminosos registrados no Estado desde o dia 26 de setembro, quando três homens – sendo dois menores de idade – incendiaram um ônibus da linha Bela Vist, em São José.

A primeira prisão ocorreu por volta das 17h, no bairro Monte Cristo, na região continental. O homem é suspeito de envolvimento nos atentados contra viaturas no bairro Chico Mendes. Com ele foram localizadas munições de 762, 556, 380 e 22, aparelhos de som automotivo, 455 pedras de crack e aproximadamente 700 gramas de maconha.

No Norte da Ilha, às 19h, no Morro do Mosquito, próximo aos Ingleses, quatro homens foram detidos com um revólver .38, vários celulares e uma pequena quantidade de drogas.

A PM também apurou uma denúncia e visitou a casa de um homem que teria tentado tocar fogo no carro de um policial. Ao chegar ao local os policiais foram recebidos a tiro e o suspeito fugiu. A namorada dele foi detida e encaminhada para prestar depoimento na delegacia.

spot_img
spot_img

Leia mais