21.4 C
fpolis
sexta-feira, outubro 22, 2021
cinesytem

Poucos haitianos e senegaleses devem permanecer em Florianópolis, afirma Prefeitura

spot_img

Poucos haitianos e senegaleses devem permanecer em Florianópolis, afirma Prefeitura

spot_img

Uma equipe do Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis (IGEOF), em conjunto com o Sistema Nacional de Emprego (SINE), irá fazer o cadastramento dos haitianos e senegaleses que chegaram a Florianópolis na madrugada desta segunda-feira, 25. De acordo com a secretaria de Comunicação da Prefeitura, a minoria deve permanecer por aqui: muitos já tem parentes estabelecidos em outros municípios do Sul do país e para lá devem ser encaminhados.

Os dois ônibus com imigrantes vindos do Acre com 43 estrangeiros – 25 senegaleses e 18 haitianos – chegaram por volta da 1 hora desta segunda-feira à Capital. Os veículos da empresa Eucatur foram direto para o ginásio Capoeirão, no Continente, onde a Prefeitura montou um abrigo para recebê-los pelo tempo previsto de uma semana.

 Na chegada, uma equipe técnica da Secretaria Municipal de Assistência Social iniciou a triagem, conferindo os dados dos viajantes e as condições de saúde. Dos 18 com nacionalidade haitiana, três são mulheres. Elas foram levadas para a Casa da Mulher, unidade de acolhimento. Uma delas foi encaminhada ao hospital, por causa de uma forte gripe.

 A operação contou com a participação de tradutores voluntários que participaram do processo de orientação aos imigrantes. Houve arrecadação de cerca de uma tonelada de doações aos imigrantes, entre colchões, roupas, cobertores, alimentos e produtos de higiene.

 

spot_img
spot_img