17.6 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Procura-se a Ponte Hercílio Luz

Procura-se a Ponte Hercílio Luz

spot_imgspot_img

Crescimento da cidade restringiu o número de locais de onde é possível admirar sua beleza

A instalação de guardrails nas laterais das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo, acima da mureta já existente, causou e continua causando polêmica. De um lado, quem concorda com o reforço na segurança. Do outro, quem defende a vista da Ponte Hercílio Luz (PHL), que será comprometida com a instalação do equipamento. O fato é que o impasse abre portas para outras importantes discussões, como as construções existentes e as hoje permitidas no entorno das cabeceiras desse cartão-postal, de também acabam comprometendo a visão da PHL.

O zoneamento das cabeceiras da Ponte está previsto no novo Plano Diretor Participativo de Florianópolis, que ainda está em discussão. “As construções no entorno das pontes não podem impedir a visibilidade delas em outros locais da cidade”, esclarece José Carlos Ruaen, secretário da SUSP (Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos).

A cabeceira insular da ponte Hercílio Luz permanece bastante preservada, sendo respeitado o limite mínimo de um quilômetro para construções civis e o tamanho das obras. “Todos os processo para construção em Florianópolis precisam passar pela SUSP para consulta de viabilidade da obra e posterior autorização”, explica Rauen.

Já a cabeceira continental, exibe construções verticais de grande porte. O secretário afirma que elas não foram autorizadas pelo governo atual. “Aquele prédio, o Boulevard Hercílio Luz, por exemplo, estaria irregular na nossa atual gestão, mas ele foi autorizado numa outra época e respeitando a legislação vigente”, diz Rauen, que garante não existir autorizações para construções nas proximidades da ponte.

Mirantes

Inaugurado em julho do ano passado, o Mirante da Av. Beira-mar Norte (deck de madeira) permite ver a Ponte Hercílio Luz, mas ainda assim sofre interferência do Hotel Baía Norte, além de proporcionar uma visão distante.

O Mirante da Praça da Luz, construída em homenagem ao centenário de Hercílio Luz, oferece uma visão melhor da Ponte, porém está abandonado. Até mesmo o busto da praça está pichado. De acordo com o secretário da SUSP, José Carlos Ruaen, esses locais devem receber mais atenção em breve. “Já assinamos um convênio com a Fundação Banco do Brasil e vamos receber R$ 3,5 milhões para a recuperação do Parque da Luz e desse mirante”, afirma.

A melhor maneira de ver a Ponte Hercílio Luz ainda é do Forte Santana, situado ao lado do Corpo dos Bombeiros, na Beira-Mar Norte. O local é mantido pela Polícia Militar do Estado e oferece, além da bela vista da ponte, um pouco da história sobre a construção do Forte, que ainda abriga os canhões.

Enquanto a discussão sobre os guardrails não se encerra, os mirantes ainda são as melhores opções para os turistas e apaixonados pela Ilha admirar esse patrimônio e cartão-postal da cidade.

spot_img