16.5 C
fpolis
domingo, julho 3, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Reservas para Réveillon abaixo das expectativas

Reservas para Réveillon abaixo das expectativas

spot_imgspot_img

As reservas estão parecidas com as do ano passado e está havendo mais dificuldades em fechar negócios.

As festas de fim de ano são consideradas o primeiro grande indicador do movimento de turistas para a temporada de verão, pois são a maior concentração de público na capital no ano. As primeiras estimativas não confirmam o otimismo inicial dos empresários do setor turístico da Ilha para o verão 2009. Na avaliação do presidente da regional dos Ingleses da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), Luciano Pereira Oliveira, proprietário do Hotel Costa Norte, as primeiras reservas estão muito semelhantes às do ano passado. “As pessoas estão fazendo muita pesquisa, mas está havendo mais dificuldade em fechar negócio”, afirma Pereira Oliveira. Mesmo assim, ele estima que já conte com cerca de 65% dos apartamentos fechados para o Réveillon. O presidente da ACIF lembra que a alta do dólar, que é considerada um fator positivo para a vinda de visitantes estrangeiros, não tem muita influência nessa data. “O principal movimento do fim de ano é de brasileiros, os argentinos e uruguaios geralmente vêm na primeira semana depois do Réveillon”, explica.

Já o vice-presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Florianópolis (Shbrs), Stanislau Emílio Bresolin, acha que estão sendo feitas até menos reservas neste ano do que no mesmo período de 2007. “Tem sido assim o ano todo, em parte porque não tivemos feriadões, quase todos caíram no fim de semana, e nos últimos dias choveu muito na capital”, afirma Bresolin. Ele acredita, no entanto, que ainda não há um parâmetro claro de como irá se comportar o movimento de turistas durante as festas do fim de ano.

Ele afirma que, apesar da perspectiva otimista de presença dos estrangeiros devido à valorização do dólar e da temporada mais longa por causa do Carnaval mais tarde em 2009, também há temores de que a recente crise econômica internacional esteja deixando o público receoso em gastar com férias. “As pessoas não planejam tanto quanto se pensa, as reservas são feitas em cima da hora e muitos podem estar desistindo por medo de piora na situação da economia”, analisa Bresolin. O presidente da regional da ACIF de Ingleses também acredita nessa possibilidade. “Vamos esperar para ver como fica em dezembro”, avalia. O Hotel Costa Norte está presente em Ingleses e Ponta das Canas, com 200 leitos em cada filial e um quadro total de 150 funcionários para atender os hóspedes da alta temporada.

Por Alexandre Winck

spot_img