17.2 C
fpolis
terça-feira, maio 17, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Restauro da Casa de Câmara entra na reta final

spot_img

Restauro da Casa de Câmara entra na reta final

spot_imgspot_img

A obra de restauro da antiga Casa de Câmara e Cadeia, no Centro da Capital, entrou em uma nova fase nos últimos dias: máquinas estão fazendo o estaqueamento para as fundações da estrutura do anexo da Casa. Das 14 estacas previstas, quatro já foram fixadas. A restauração, que será o mais fiel possível às origens da construção, já está na reta final e será finalizada ainda neste semestre, de acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura. 

Esta fase da obra conta com o empréstimo de uma máquina vinda do Rio de Janeiro, menor e mais ágil do que as estaqueadoras disponíveis por aqui. Isso facilita e acelera o processo de estaqueamento. A expectativa é que em 20 ou 30 dias, no máximo, esta etapa esteja concluída.

A obra de restauração já teve o piso superior e as fachadas finalizadas, apenas sendo feitos alguns retoques finais. No térreo, já foi executado o fechamento, com resguardo das prospecções arqueológicas, tanto no interior da edificação quanto no anexo, e atualmente a obra está em fase de instalação do piso, pintura interna, instalação do forro e demais acabamentos.

Os próximos serviços a serem realizados serão a instalação da climatização e a construção do anexo – em fase de estaqueamento – que servirá de apoio administrativo para a edificação restaurada.

Arqueologia

A pesquisa arqueológica nas obras da Casa de Câmara e Cadeia já foi finalizada. Durante os serviços de arqueologia no pátio da edificação, foram encontrados dois canhões que estão em processo de tratamento desde o momento da retirada. Além disso, foram encontrados também alguns artigos decorativos, fragmentos de louças e placas esmaltadas de identificação de edificações da década de 50.

Foi priorizada a retirada dos canhões devido à necessidade de tratamento do material, para evitar sua degradação. Após o término da análise em laboratório, todos os materiais serão encaminhados para o Museu da UFSC.

spot_img