Florianópolis, 12 de julho de 2024

SC tem melhor saldo de vagas do Brasil do país em janeiro

spot_img

Velejador olímpico Bruno Fontes leva estrela ACIF para Paris 

As Olimpíadas de Paris 2024 se aproximam e Florianópolis...

Abertas as inscrições para o Projeto Rally Panvision

A sexta edição da Maratona Cinematográfica realizada no Festival...

Aeroporto de Florianópolis conquista primeiro lugar no Prêmio Aeroportos Sustentáveis da ANAC

5ª edição do programa Aviação Sustentável premiou iniciativas capazes de...

CASAN melhora a rede de distribuição no Canto da Lagoa

O Canto da Lagoa é um dos lugares mais...

Compartilhe

Em janeiro, Santa Catarina foi responsável por mais da metade (58,7%) do saldo positivo de vagas formais do país, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira, 28. As empresas catarinenses geraram 20.157 postos de emprego no último mês, diante de 34.313 no Brasil. Trata-se do melhor desempenho para janeiro da série histórica, iniciada em 1992. O resultado é a diferença entre as 101.378 admissões e as 81.221 demissões no período.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucas Esmeraldino, destaca que os números positivos refletem a diversidade da economia catarinense e o apoio às empresas que chegam ao estado e às que estão expandindo a produção.

"Cada indicador econômico e social positivo é uma oportunidade de celebração para todos nós, catarinenses. A retomada da criação de empregos é um resultado fundamental, que reflete também a confiança do empresário com o futuro", diz Esmeraldino.

Indústria tem melhor desempenho

A indústria da transformação puxou o resultado positivo em Santa Catarina, com 13.862 vagas, seguido pelo setor de serviços, com 4.839. No agropecuário, a abertura foi de 1.562 postos. Na contramão, o comércio catarinense foi o único segmento com desempenho negativo em janeiro, com o fechamento de 2.658.

Das 27 unidades da federação, 11 tiveram saldo positivo em janeiro. Além de Santa Catarina, também se destacaram São Paulo (+14.638),  Rio Grande do Sul (+12.431) , Mato Grosso (+ 11.524) e Paraná (+9.145 postos). Na outra ponta, 16 estados registraram retração, com os piores resultados vindo de Rio de Janeiro (-12.253), Paraíba (-7.845) e Pernambuco (-7.242).