23 C
fpolis
segunda-feira, novembro 29, 2021
cinesytem

Secretaria de Saúde de São José faz ”Dia D” contra o abuso e exploração sexual

spot_img

Secretaria de Saúde de São José faz ”Dia D” contra o abuso e exploração sexual

spot_img

A Secretaria de Saúde de São José realizou na manhã desta sexta-feira,17, o Dia D de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Uma mobilização foi feita na Avenida Central do Kobrasol para lembrar as vítimas deste tipo de violência. Os alunos do colégio Maria Luiza de Melo fizeram uma passeata e soltaram 103 balões, simbolizando o número de casos confirmados no município desde 2009, segundo a Vigilância Epidemiológica.

Além do Dia D, a Secretaria Municipal de Saúde realizou ao longo da semana outras ações para conscientizar e prevenir os abusos sexuais contra crianças e adolescentes. A Guarda Municipal de São José está fazendo blitzes educativas na saída de escolas e um trabalho de conscientização com a comunidade acontece nas unidades de saúde. Ainda está sendo distribuído material informativo nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) nos bairros Areias, Jardim Zanellato, Colônia Santana e Forquilhinha.

Nessa última quarta-feira ,15, alunos do 7° e 8° ano do colégio Melão assistiram a uma palestra sobre o tema e a importância de denunciar o agressor. A palestrante ressaltou que a questão precisa começar a ser vista como um problema de saúde pública.

Disque denúncia

As denúncias podem ser feitas por meio do número da central nacional disque 100 ou direto nos Conselhos Tutelares do Município. Especializada na área de gestão do cuidado, a assistente social da Vigilância Epidemiológica de São José explica que quando chega um caso de violência sexual envolvendo criança ou adolescente, a vítima é encaminhada ao Hospital Regional para exame clínico e depois atendida pelos assistentes sociais e psicólogos da rede municipal. “O tratamento vai depender do nível de violência sofrido e do tempo que esta vítima foi submetida a este tipo de agressão”, relata Patrícia.

A mobilização realizada pela Secretaria Municipal de Saúde faz parte da campanha nacional “Faça Bonito. Proteja nossas Crianças e Adolescentes”, que tem como símbolo uma flor. A intenção é mostrar o cuidado e a necessidade de defesa do direito de meninas e meninos de crescerem de forma saudável e protegida.

O símbolo surgiu durante a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído em 18 de maio. A data foi escolhida em memória a Araceli Cabrera Sanches, sequestrada em 18 de maio de 1973, quando tinha oito anos. A menina foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família do Espírito Santo.

spot_img
spot_img