19.1 C
fpolis
sexta-feira, dezembro 3, 2021
cinesytem

Sesc lança o Sonora Brasil na noite desta quarta-feira na Capital

spot_imgspot_img

Sesc lança o Sonora Brasil na noite desta quarta-feira na Capital

spot_img

O Sesc realiza na noite desta quarta-feira,29, em Florianópolis o lançamento nacional da 16ª edição do Sonora Brasil Formação de Ouvintes Musicais, maior projeto de circulação musical do país. O evento começa às 20 horas, no Centro Integrado de Cultura – Teatro Ademir Rosa. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados antecipadamente nas bilheterias do CIC, do Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) e do Teatro Governador Pedro Ivo.

O evento de abertura terá concertos dos grupos Octeto do Polyphonia Khoros (SC) e Alabê Ôni (RS). O Octeto, formado por uma representação do grupo regido pela maestrina Mércia Mafra Ferreira, apresentará repertório para coro que contempla a música de Edino Krieger e compositores das Bienais. O Alabê Ôni é formado por músicos, pesquisadores da cultura negra, que recuperam a história do tambor de sopapo, originário da região das charqueadas de Pelotas e desaparecido do contexto da tradição oral. O grupo apresenta repertório de maçambiques, quicumbis, alujás e candombes.

Este ano, serão 450 concertos, em 128 cidades. O biênio 2013/2014 tem como temas “Edino Krieger e as Bienais de Música Brasileira Contemporânea” e “Tambores e Batuques”, que serão desenvolvidos por grupos regionais. O primeiro tema traz à tona a força do compositor brusquense Edino Krieger, de indubitável importância para o desenvolvimento da música no Brasil, que teve reconhecida atuação também como crítico e produtor musical, criador do mais importante evento da música contemporânea no país, as Bienais de Música Brasileira Contemporânea, que em 2013 chegam à 20ª edição. Já o segundo tema, apresenta manifestações da tradição oral presentes em comunidades quilombolas que têm o tambor como um elemento fundamental e, em alguns casos, sagrado.

Além dos grupos que abrem o evento, outros seis circulam com o projeto: Raízes do Bolão, do quilombo do Curiaú (AP), Samba de Cacete da Vacari, da região de Cametá (PA), Raízes do Samba de Tocos, da cidade de Antônio Cardoso (BA), na temática “Tambores e Batuques”; Quinteto Brasília (DF), Quarteto Belmonte (RJ), e o Duo Cancionâncias (RJ) apresentam programas que contemplam a música de Edino e obras de compositores diversos, apresentadas nas Bienais.

O Sonora Brasil tem a proposta de despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão de música no país. Todas as apresentações são essencialmente acústicas, valorizando qualidade das obras e de seus intérpretes. Desde a sua primeira edição, em 1998, já passaram pelo Sonora Brasil cerca de 60 grupos, em mais de 3.500 apresentações por todo o país, alcançando um público superior a 500 mil espectadores.

spot_img
spot_img