22.4 C
fpolis
quinta-feira, janeiro 27, 2022

UFSC entra na era dos Planetários Digitais

UFSC entra na era dos Planetários Digitais

spot_img

O Planetário da Universidade Federal de Santa Catarina inicia na próxima quarta-feira, 21/10, durante a Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão, uma nova fase no atendimento de escolas e comunidade. Será inaugurado às 16h o novo projetor digital adquirido com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

O projetor antigo era um modelo Zeiss ZKP 1, fabricado na década de 50, completamente mecânico. O novo é um modelo Digistar SPII, adquirido por R$ 290.000 em um projeto que tem como objetivo futuro a implantação de um parque de ciências em Florianópolis.

“Com o projetor antigo, os recursos de imagem eram extremamente mais restritos, pois o equipamento projetava apenas o céu estrelado. Utilizávamos como recursos auxiliares um projetor de vídeo Sony e dois projetores de slides Kodak”, conta Edna Maria Esteves da Silva coordenadora do Planetário da UFSC. Segundo ela, com o Digistar a sala de projeção pode se transformar em um ambiente de realidade virtual multidisciplinar.

“A Astronomia pode ser o tema principal, pois o equipamento tem um banco de dados muito bom sobre o assunto. Porém, o Digistar possui uma linguagem de programação que permite a produção de programas sobre qualquer assunto. É uma ferramenta didática poderosa.”, comemora Edna.

O novo equipamento proporciona imagens em uma área de cerca de 13 metros quadrados e possui uma lente “olho de peixe”, que distribui a projeção sobre a cúpula hemisférica do Planetário, o que oferece a quem assiste sensação de imersão na imagem. O projetor digital dispõe de um software especializado, com banco de dados sobre posições e luminosidade de estrelas, imagens de planetas, asteróides, galáxias, nebulosas, naves e satélites. Os objetos são programáveis e o sistema oferece vários recursos de animação e efeitos especiais.

Com cúpula de 6 metros de diâmetro e 40 lugares, o Planetário da UFSC é o único de Santa Catarina. Recebe em torno de 50 escolas por mês, cerca de 14 mil pessoas apenas na sala de projeção. Há ainda cursos e palestras em uma sala de aula.

“Temos uma procura muito grande e não conseguimos atender toda a demanda. Só com o novo Planetário do futuro Parque Viva Ciência, na Baía Sul, teremos uma cúpula maior”, conta Edna, integrante de uma equipe empenhada em construir um parque de ciências e Florianópolis. Uma demonstração do que poderá ser esse parque está sendo montada no campus da UFSC, com a instalação de brinquedos interativos ao redor do Planetário e do Observatório Astronômico da universidade. Todos estes espaços estarão abertos à visitação durante a Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC.

Um dia dedicado ao Ano Internacional da Astronomia

A quarta-feira, 21-10, dia de abertura da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC, vai também proporcionar atividades especialmente dedicadas ao Ano Internacional da Astronomia. Além da inauguração do novo projetor, e recepção da comunidade em estandes direcionados à demonstração das ações do Planetário e do Observatório da UFSC, estão previstas outras duas atividades para divulgação do conhecimento no campo da astronomia.

Às 18h20 será realizada a palestra ´O universo é finito?`, com o professor Kepler Oliveira (Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), no Auditório Garapuvu, Centro de Cultura e Eventos.

“Discutiremos as evidências da expansão do Universo e do fato dele ser finito, tanto no tempo quanto no espaço, sua idade e como as observações indicam que a maior parte da energia e matéria do Universo ainda é desconhecida”, adianta o professor, que tem entre suas áreas de conhecimento a astrofísica estelar; a instrumentação astronômica e a computação científica.

Ele lembra que a humanidade teve aos poucos que abandonar a noção de qualquer posição central no Universo. “No começo deste século o homem reconheceu que vive num planeta nada excepcional, em torno de uma estrela nada excepcional, o Sol, localizada quase na extremidade de uma galáxia normal, a Via Láctea”, destaca o pesquisador, que trabalha com estrelas anãs brancas pulsantes, com observações com o Whole Earth Telescope e com o Telescópio Espacial Hubble.

De acordo com o professor, a palestra vai abordar questões como a origem do Universo e as possibilidades de seu destino: ele se expandirá para sempre ou a expansão vai parar e haverá um novo colapso ao estado denso que levou a Big Bang? Vai mostrar avanços no conhecimento, como a verificação de que as galáxias estão se afastando uma das outras; a percepção de evidências sobre a expansão do Universo e as implicações cosmológicas da escuridão noturna. “A noite é uma prova de que o Universo teve um início”, ensina o professor, que foi astrônomo residente senior no telescópio SOAR (Southern Observatory for Astrophysical Research), instalado no Cerro Pachon, nos Andes chilenos, lugar estratégico para observações científicas.

As Luas de Galileu

Para fechar a progração do Ano Internacional da Astronomia na quarta-feira de Sepex, às 20h30min estreia o espetáculo ´As Luas de Galileu`, no Teatro da UFSC. Com roteiro e direção de Carmen Fossari, a peça terá coro vocal conduzido ela maestrina Mirian Moritz e cenas da vida de Galileu, sua paixão pelo saber e o embate com a Inquisição. A encenação acontece dentro e fora do Teatro-Igreja, em meio ao público e em cinco espaços cênicos, fazendo uso da arquitetura original do prédio. A entrada é gratuita.

8ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC

Com o tema Ciência para todos, a UFSC realiza de 21 a 24 de outubro a oitava edição de sua Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex). Integrado à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o evento faz do campus universitário um grande palco para demonstração das ações da universidade.

Este ano poderão ser visitados mais de 200 estandes com trabalhos nas áreas de comunicação, cultura, educação, meio ambiente, saúde e tecnologia. Serão também oferecidos no período 283 minicursos gratuitos.

Entre os eventos paralelos estão o 19º Seminário de Iniciação Científica da UFSC, a I Feira do Inventor (que tem o objetivo é disseminar ações de inovação tecnológica desenvolvidas por inventores da UFSC, de outras instituições e independentes) e as mostras Ver Ciência (documentários da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia) e Planet.move (mostra de filmes sobre meio ambiente e globalização).

O objetivo é mobilizar a população em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação.


Período: 21 a 24 de outubro
Local: Praça da Cidadania / Campus Trindade / Florianópolis
Horário de Visitação: Quarta à sexta: 9h às 19h / Sábado: 9h às 16h


Mais informações sobre a Sepex: sepex@reitoria.ufsc.br / Fone: 48 3721-9915

Mais informações sobre a inauguração do projetor digital: Fone: (48) 3721-9241 – 9971-1513

Mais informações sobre a pela ´As Luas de Galileu`: com Carmen Fossari: 48 3225-2326

Por Arley Reis/ Jornalista na Agecom

spot_img
spot_img