17.9 C
fpolis
quarta-feira, dezembro 8, 2021
cinesytem

Urgência e emergência de hospitais da Grande Florianópolis recebem R$ 59 milhões

spot_imgspot_img

Urgência e emergência de hospitais da Grande Florianópolis recebem R$ 59 milhões

spot_img

O secretário-adjunto de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, e a equipe técnica que atua com as redes de atenção à saúde anunciaram aos gestores da região metropolitana de Florianópolis nesta quinta-feira, 24, que os 22 municípios da região vão receber, ao longo deste ano, R$ 59 milhões para serem investidos na melhoria do atendimento de urgência e emergência. Desse montante, R$ 19,8 milhões estão disponíveis para uso imediato na Grande Florianópolis.

O dinheiro do Ministério da Saúde será usado exclusivamente para melhorar o serviço de emergência dos hospitais do Estado, das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Serviço de Atendimento móvel de Urgência (SAMU).

Profissionais do Estado e do ministério estão capacitando gestores municipais para que as cidades possam usufruir dos recursos imediatamente. O Encontro de Organização das Redes de Atenção à Saúde da Região Metropolitana de Florianópolis termina nesta sexta-feira, 25, no Hotel Golden Executive, em São José.

Investimentos

Um dos investimentos imediatos é a construção de 60 leitos de retaguarda nos hospitais Florianópolis, Chiquinha Galotti (Tijucas), São Francisco (Santo Amaro da Imperatriz) e Caridade, com recursos da ordem de R$ 5,6 milhões.

Outros 35 leitos, de cuidados prolongados, serão instalados, ao custo de R$ 2 milhões, no Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon ) e no Hospital Nossa Senhora da Imaculada Conceição (Nova Trento).

Outros R$ 12 milhões serão investidos na compra de equipamentos e em reformas nos hospitais Regional de São José, Celso Ramos, Instituto de Cardiologia, e Infantil Joana de Gusmão. Ana Burigo acrescentou que todos os projetos envolvendo estas unidades de saúde já foram enviados para aprovação do Ministério da Saúde.

spot_img
spot_img